29 de abril de 2011

300 anjos 300 corações



Veja o que é o 300 Anjos, e conheça um pouco de nossa história.

QUEM SOMOS

Em finais de 2008, o interesse generoso de duas protetoras independentes nos fez descobrir um abrigo na Zona Sul de São Paulo, onde viviam centenas de animais em condições de miséria difíceis de se imaginar. Aos poucos foi-se reunindo em torno delas um grupo de pessoas que formaram uma força-tarefa para ajudá-los. Surgia assim o grupo dos 300 anjos, 300 corações, número de animais que se supunha estarem ali abrigados.
Mais tarde descobriríamos que eram então cerca de 450-500, entre cães e algumas dezenas de gatos, de todas as raças, tipos e tamanhos!
Desde então o grupo não parou de lutar para melhorar as condições de vida destes animais, que ali foram se acumulando ao longo de muitos e muitos anos, depois de terem sido resgatados de atropelamentos, abandono, maus-tratos ou mesmo terem nascido lá, já que a maioria dos animais não era castrada. . . . .Continue lendo a história do grupo aqui


Como ajudar os 300 Anjos?

Para manter esses mais de 200 peludos em nosso abrigo, contamos hoje apenas o trabalho dos voluntários e com o dinheiro de doações. Todos podem ajudar, seja divulgando os 300 Anjos, seja adotando um animal, oferecendo lar temporário ou mesmo doando dinheiro, ração ou medicamentos.
Qualquer doação, de qualquer valor por menor que seja, é bem-vinda.

Depósitos no Banco Itaú 341
Agencia 0641
Conta corrente 76800-7
Roswitha Ricci CPF 031.003.758-15
e-mail para identificação do depositante para: mari.andrade@gmail.com

 
 
Vamos ajudar !!!!
 







…leia mais

28 de abril de 2011

10 mitos sobre musculação

Musculação dá varizes?
O músculo se acostuma ao exercício?
Essas são algumas perguntas ouvidas frequentemente pelos instrutores das academias de ginástica.
Faça o teste clicando no link abaixo e descubra o que é mito e o que é verdade na hora de "puxar ferro".
As respostas foram elaboradas com a ajuda de Marcelo Ferreira Miranda, do Conselho Federal de Educação Física.







…leia mais

27 de abril de 2011

Audiência Pública na ALESP em defesa dos aprovados no concurso para Oficial de Justiça

Desde 11 de outubro de 2009, ou seja, há mais de 1 ano e meio – ou 18 meses - o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) enrola os aprovados no concurso de Oficial de Justiça com as mais variadas desculpas, todas estapafúrdias, para não dizer mentirosas.

Da data mencionada, quando a prova foi realizada, até hoje, nenhum aprovado foi nomeado. Por outro lado, o quadro de Oficiais de Justiça do TJ-SP é sofrível, extremamente diminuto em relação à demanda do judiciário paulista, prejudicando sobremaneira a população por ser uma das principais causas da excessiva lentidão do poder judiciário bandeirante.

Na condição de um dos aprovados do certame, expus na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, no dia 14/04, em Audiência Pública requisitada pelos concursados e muito gentilmente encabeçada pelo deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL), a lamentável postura do TJ-SP em relação a este concurso público, muitas vezes infringindo a lei de forma incontestável.

Na ocasião, por volta de 150 concursados estiveram na ALESP para protestar contra este tremendo absurdo. Convido-os a assistir parte do ato.







…leia mais

26 de abril de 2011

Verdades e mentiras sobre a CREATINA


O uso da creatina intensifica o resultado do treinamento de força, ajuda o atleta a manter intacta a massa muscular e é cada vez mais recomendado para idosos. É o que explica Bruno Gualano, do Laboratório de Nutrição Experimental e Metabolismo Aplicados à Atividade Motora da Escola de Educação Física e Esporte da USP.

Novas regras para a utilização de suplementos alimentares destinados a atletas foram divulgadas em abril de 2010 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Entre as medidas está a liberação da venda de suplementos à base de creatina e cafeína no país. A Anvisa alerta, no entanto, que o uso desses produtos não são recomendados para as pessoas que praticam exercício sem regularidade.

De acordo com a agência, o uso inadequado da creatina pode causar problemas nos rins, hepatite e até aumento de gordura. Mas, a afirmação é rebatida pelo professor Gualano, que garante que a ingestão da substância não faz mal à saúde. "Penso que a creatina é um suplemento terapêutico, de extrema qualidade, que pode beneficiar não só indivíduos saudáveis, mas, principalmente, aqueles com perda de massa muscular, com fraqueza muscular, com baixa massa óssea, com doenças cognitivas e neurodegenerativas. Tem um papel terapêutico muito importante que, por vezes, é esquecido".

Alguns especialistas apontam a creatina como um possível efeito prejudicial sobre as funções renais. "Todos os estudos prospectivos e controlados mostram que a suplementação da creatina não prejudica a função renal. Isso em indivíduos saudáveis, atletas, idosos e até mesmo aqueles que já possuem doença renal de base", afirma Gualano.

Gualano explica que mesmo em alguns casos de distrofia muscular há efeitos benéficos comprovados. "Já se sabe que a creatina é um suplemento muito efetivo para tratar pacientes com Duchenne, que é uma distrofia muscular bastante conhecida. Ela parece atenuar a perda de massa muscular. A mesma coisa acontece em idosos, que apresentam um processo conhecido como Sarcopenia, que se refere à perda de força e fadiga muscular".

"No Brasil, infelizmente, a creatina é conhecida apenas para atletas e contra indicada a idosos, por exemplo. Entretanto, não há nenhum fundamento científico para isso, pelo contrário, vem de encontro com o que há de mais recente na literatura científica", completa ele.


Não é considerada doping

De acordo com o especialista, a creatina não é considerada doping, já que ela é encontrada em alimentos comuns como a carne. "O brasileiro consegue adquirir uma quantidade imensa de creatina via carnes. Se pensarmos em 1 kg de carne vermelha, por exemplo, a gente tem cinco gramas de creatina. Muitas pessoas chegam a consumir 500 gramas de carne ou até mais do que isso".


Benefícios

A explosão de força é um dos benefícios mais conhecidos da suplementação da creatina. O especialista afirma que, em curto prazo, o suplemento vai beneficiar o aumento de força. A longo prazo, esse ganho pode levar a uma melhora no volume de treino total, o que culminaria no ganho de massa muscular.

Segundo Gualano, o ganho de massa magra ou de peso que se observa a curto prazo se deve ao acúmulo de água. "A creatina é uma substância osmoticamente ativa e tem água dentro do músculo. A sensação de inchaço é inevitável, porém, não houve hipertrofia", explica. A longo prazo, esse papel se inverte. "A creatina vai aumentando o volume e a qualidade do treinamento, levando a uma análise de crescimento de força muscular".

O uso da creatina junto à atividade física é importante para o ganho de massa muscular, no entanto, há estudos que mostram o contrário. "A creatina, mesmo sem treinamento, também é capaz de aumentar a força. O indivíduo que toma cinco dias de creatina e faz um teste de força, antes e depois desse período, demonstra quase sempre um aumento de força depois do período da suplementação."

Gualano alerta ainda sobre o uso abusivo da substância. "Existe uma quantidade adequada para o uso. Muitas pessoas cometem abusos. Se o indivíduo consumir 200 gramas de creatina, no período de um ano, talvez prejudique a função renal". A Anvisa recomenda três gramas por dia que, segundo Gualano, é uma dose satisfatória, com a qual não existe um exemplo de efeito colateral




Fonte : Portal da educação física

…leia mais

25 de abril de 2011

Para um bom começo de semana!!

Conversa entre duas mortas.

- Morri congelada.
- Ai que horror !!! Deve ter sido horrível ! Como é morrer congelada?
- Bom, no começo é muito ruim: primeiro são os arrepios, depois as dores nos dedos das mãos e dos pés, tudo congelando.
- Mas, depois veio um sono muito forte e eu perdi a consciência.
- E você, como morreu ?
- Eu ?
- Morri de ataque cardíaco.
- Eu estava desconfiada que meu marido estava me traindo. Então, um dia cheguei em casa mais cedo, corri até ao quarto e ele estava na cama, calmamente assistindo televisão.
- Ainda desconfiada, corri até o porão para ver se encontrava alguma mulher escondida, mas não encontrei ninguém.
- Depois, corri até o segundo andar, mas também não vi ninguém.
- Então, subi até o sótão e, ao subir as escadas, esbaforida, tive um ataque cardíaco e caí morta.
- Puxa, que pena...
- Se você tivesse procurado no freezer, nós duas estaríamos vivas!


 
 
 
Christian Dior não faz milagre
 
O marido entra na Christian Dior de Nova York, para comprar para sua esposa, uma camisola transparente. São mostrados vários modelos, que vão de US$ 250 até US$ 500, todas muito transparentes e quanto mais transparente, mais cara!... Escolhe então a mais cara, paga os US$ $500 e leva para casa...

Ao chegar em casa, presenteia a sua esposa, comentando o valor pago por aquela linda camisola e pede para ela subir ao quarto e colocar o modelo para ele... No quarto, a esposa, que não é nenhuma boba, pensa em voz alta:
- " Tenho uma grande idéia... esta camisola, é TÃO transparente, que parece que não estou vestindo nada... Não vou vestir!... Vou aparecer completamente nua, devolvo a peça amanhã e recebo o valor pago de US$ 500, para mim!...
". Desce então para o salão, completamente nua, com uma pose bem sensual para seu marido...
O marido demonstrando a maior surpresa, exclama:
- " Mas que merda!... me custou US$500 e nem foi devidamente passada e alisada!!!”...
Os vizinhos ouviram o disparo....
A esposa se entregou a polícia, sem oferecer resistência...


 
 
 
O lado gay das profissões
 
Contador: O mês só fecha gostoso quando se conhece os ativos e passivos.

Advogado: Não tem jeito, volta e meia tem de entrar na Vara. Damos um desconto porque muitas vezes é Vara de Família.

Médico: Quando receita um remédio pra vermes, sempre diz: "É pra colocar as bichas pra fora!"

Baterista: É só pegar nas baquetas que começa o show dele.

Técnico de informática: Só entra em ação quando o computador dá pau.

Instrutor de Auto-Escola: Ensina várias vezes como se dá uma ré com jeitinho.

Sorveteiro: Ganha dinheiro quando os clientes lambem suas bolas.

Professor de Capoeira: Um esporte, luta, ginga, dança, samba no pé… ui. Desconfie sempre quando avistar um bando de homens sem camisas louquinhos para entrar na roda.

Designer: Acha que é artista mas vive se fodendo para deixar alguém satisfeito.

Editor de livros: Além de esquisitão, tem problemas com impotência. Não é à toa que vive de brochuras.

Pescador: Vive olhando para sua vara, aliás, dos seus colegas para ver quem tem a vara maior.

Ourives: A nobre profissão do fazedor de jóias exige que se coloque o tempo todo dedo no anel dos clientes.

Granjeiro: O sucesso do seu negócio é ver o crescimento do pinto.

Locutor de Rodeio: É só ver o jegue entrar na arena que entra em delírio com a boca no microfone.

Acrobata de Circo: Segura no pauzinho para sobreviver. Não vê a hora de entrar gostoso no picadeiro.

Professor: Vive de costas pra turma, com a mão na caneta e é louco pela prova oral…

Granjeiro: O sucesso do seu negócio é ver o crescimento do pinto.

Cobrador de ônibus: As pessoas passam na sua catraca o dia todo.

Padeiro: Volta e meia ele queima a rosca.




…leia mais

20 de abril de 2011

Capitão Nascimento X Bruna Surfistinha

O que capitão Nascimento tem em comum com Bruna surfistinha ???



…leia mais

19 de abril de 2011

O atalho da 3M para ganhar mercado

A gigante multissetorial 3M está de olho nas "formiguinhas" brasileiras. A estratégia da companhia para o País inclui a compra de pequenos negócios com o objetivo de conquistar a classe média emergente. O presidente da 3M, George W. Buckley, que esteve no Brasil semana passada e falou com exclusividade ao Estado, afirma que a compra de marcas regionais é uma ferramenta especialmente eficaz no setor de bens de consumo.

A companhia, que faturou US$ 27 bilhões ao redor do mundo em 2010, adquiriu no País três negócios com receita de até R$ 40 milhões nos últimos cinco anos: a fabricante de itens para segurança do trabalho Pomp, a empresa de aparelhos ortodônticos Abzil e a indústria de produtos para o lar Incavas. Os negócios são tão díspares quanto os setores em que a 3M atua: produtos de escritório, artigos para o lar, componentes industriais, materiais elétricos e cuidados com a saúde - só para citar os principais.

Com as pequenas empresas, a 3M quer ganhar relevância em um setor ao qual geralmente não é associada: a "base da pirâmide". Os produtos de baixo custo já representam 45% do faturamento de R$ 2,4 bilhões da 3M no País. "Se atendermos a base da pirâmide, podemos carregar esse público conosco à medida que sua renda cresce, como acontece hoje com a classe média no Brasil", diz Buckley.

Confira os principais trechos da entrevista com o executivo:


Os produtos populares representam 45% da receita da 3M no País. Como esse mercado se tornou tão relevante?
Começamos a inovar na base da pirâmide para proteger mercado. Antes, ignorávamos esse setor, de margens mais apertadas, e perdíamos terreno para a concorrência. Entendemos hoje que precisamos estar em todas as faixas de renda. Na base da pirâmide, o mais importante é o custo; no topo, a tecnologia. Mas concluímos que, como uma empresa que compete no topo, temos a experiência, a distribuição, a tecnologia e o serviço necessários para sermos fortes em soluções baratas. E os países emergentes crescem mais na base da pirâmide. O desafio é carregar esse público conosco à medida que sua renda cresce, como acontece hoje com a classe média no Brasil. Não dá para escolher: é preciso atender todas as faixas de renda.


Para fazer frente à estratégia de crescimento nos mercados emergentes, é necessário regionalizar a inovação?
Tentávamos vender os produtos desenvolvidos nos Estados Unidos em outros lugares. Mas ficou claro que era necessário adaptar. Por isso, as áreas de pesquisa e desenvolvimento começaram a migrar para nações como o Brasil, que hoje concentram as oportunidades de crescimento. Outra questão é que está mais difícil inovar nos Estados Unidos. Sessenta e oito por cento dos estudantes de doutorado no país são estrangeiros. Quando as oportunidades no Brasil, na China e na Índia não eram tão interessantes, essas pessoas eram contratadas por lá. Mas hoje, em termos relativos, os Estados Unidos são menos atraentes. De certa forma, somos obrigados a inovar ao redor do mundo para que nosso modelo sobreviva.


O mercado brasileiro cresce, mas a operação é considerada cara. Como a decisão de investir no País é tomada?
À medida que crescem, os mercados ficam mais caros - o mesmo acontece na China. Desaconselhei um colega do setor de saúde a construir uma unidade em Xangai - em dez anos, isso será tão inconcebível quanto abrir uma fábrica em Paris hoje em dia. Para produtos que se beneficiam de escala, como computadores, a tendência é uma corrida para mercados cada vez baratos. Mas boa parte da indústria, como as montadoras, exige fornecimento just in time. Aí não tem jeito: é preciso enfrentar os custos. Em mercados como a China e o Brasil, há o desafio adicional de concorrer com empresas locais, que crescem agressivamente, têm os contatos certos e estão preparadas para trabalhar com margens mais apertadas do que as nossas.


Há sempre a chance de comprar essas empresas de pequeno porte?
É o que temos feito, especialmente nos bens de consumo, em que o fator marca importa muito. A gente pode trazer uma marca americana, mas as pessoas não vão comprá-la. O uso de uma marca local é uma forma de ganhar rapidamente mercado. Dá para tentar um crescimento orgânico, mas acaba sendo lento. As aquisições são parte da estratégia no País.


Nos últimos dez anos, como mudou a visão sobre o Brasil nas reuniões de conselho da 3M?
Um ex-chefe meu teve muitos problemas no Brasil - e jurou nunca mais investir na América do Sul. Penso no que ele diria hoje ao ver a estabilidade do Brasil. O País terá seus ciclos econômicos, mas não há motivo para crer em decadência. Antes, pensava-se no Brasil como um problema em potencial. Hoje, o foco são as oportunidades disponíveis aqui.


Quais são as ferramentas da companhia para incentivar a inovação?
Uma empresa criativa precisa de liberdade e entendimento de que nem todas as ideias vão virar produtos. O Google ficou famoso ao adotar a política de conceder 20% de tempo livre ao pessoal criativo. Nós já liberávamos 15% do tempo dos nossos empregados de pesquisa há anos. Tudo evolui nessa área: há oito anos, se perguntassem qual é a empresa mais inovadora do mundo, você diria Microsoft. Há dez anos, a Apple era considerada à beira da falência. Com inovação, as coisas podem mudar: a questão é encontrar pessoal e lideranças certas



Fonte : Estado de São Paulo

…leia mais

18 de abril de 2011

Brincadeiras de criança ??

Ainda bem que o photoshop foi inventado











…leia mais

15 de abril de 2011

Campanha anti álcool de 1919

Em 1919, uma campanha a favor da proibição do álcool nos EUA mostrava a foto abaixo: "LÁBIOS QUE TOCAM O ÁLCOOL, NÃO TOCARÃO OS NOSSOS"
 



Olhando BEM para ELAS, responda:

VOCÊ ACHA QUE ALGUÉM PAROU DE BEBER??

…leia mais

14 de abril de 2011

Anônimos fantásticos

Artistas anônimos de rua podem ser mais criativos do que vc imagina... Eles aproveitam objetos, árvores, luz e sombra. Verdadeiros artistas.






















…leia mais

13 de abril de 2011

Qualquer semelhança é mera coincidência ...



Eça de Queirós escreveu em 1871:

"Estamos perdidos há muito tempo...
O país perdeu a inteligência e a consciência moral.
Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada.
Os caracteres corrompidos.
A prática da vida tem por única direcção a conveniência.
Não há princípio que não seja desmentido.
Não há instituição que não seja escarnecida.
Ninguém se respeita.
Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos.
Ninguém crê na honestidade dos homens públicos.
Alguns agiotas felizes exploram.
A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia.
O povo está na miséria.
Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente.
O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo.
A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências.
Diz-se por toda a parte, o país está perdido!
Algum opositor do actual governo?
Não!"



Alguma semelhança com 2011 ?????

…leia mais

12 de abril de 2011

Reflexões sobre a tragédia no Rio

Não sou de escrever sobre tragédias como a que vitimou 12 crianças em uma escola pública carioca, sobretudo porque não há muito que falar, somente lamentar. Porém...
Porém, alguns desdobramentos do caso me levaram a escrever este post.

O primeiro diz respeito ao retorno da campanha do desarmamento, a qual apoio plenamente, tanto no executivo quanto no legislativo federal. Entretanto, não podemos nos esquecer que o povo brasileiro, mediante plebiscito, rejeitou o desarmamento em 2005. Ou seja, nós, brasileiros, e não nossos representantes, nos posicionamos a favor das armas. A responsabilidade por essa sandice, a rejeição ao desarmamento, é nossa.

Digo isto pois um dos motivos que proporcionou tal tragédia é a imensa facilidade com que se consegue obter uma arma de fogo. Para as 12 crianças brutalmente assassinadas, a volta da discussão sobre o desarmamento é tarde. Mas, como diz aquele ditado, “antes tarde do que nunca”, quem sabe depois de uma tragédia dessas não corrigimos este grave equívoco, dizendo um imenso SIM ao desarmamento.

O segundo desdobramento diz respeito à falta de noção dos reais motivos que levaram este rapaz a cometer este crime bárbaro. É claro que ele é responsável pelo que fez e, se vivo estivesse, deveria sofrer as sanções cabíveis. No entanto, desconsiderar o histórico de vida dele e simplesmente taxá-lo como um monstro, não serve a nada, somente a encobrir a deficiência do sistema educacional que levou a esta tragédia. E, o pior de tudo, serve para negligenciar situações corriqueiras que podem resultar em outras desgraças semelhantes.

Refiro-me às humilhações e ao desdém com que muitos jovens são tratados em seus meios, sobretudo escolares. No caso em questão, reportagens e declarações de colegas da época de escola deixam claras o quanto este sujeito foi humilhado e rejeitado na sua adolescência. O que obviamente não justifica o massacre perpetrado por ele, mas, aliado à sua provável psicopatia, explica sim. E se não se prevenir este tipo de exclusão, das piores, registre-se, desgraças parecidas novamente ocorrerão. Para tanto, o sistema educacional, tanto público quanto privado, deve se preparar para extirpar estas lamentáveis formas de apequenamento e rejeição do ser humano, que, independentemente de tragédias que podem advir dele ou não, são inaceitáveis por exterminar a dignidade de pessoas que em hipótese alguma merecem ser tratadas desta forma.





Por : Pedro Rossi

…leia mais

11 de abril de 2011

Excesso de musculação


Já está mais do que comprovado que a prática de musculação é uma das maneiras mais simples e eficazes de perder peso e manter a boa forma física. O treino com pesos ajuda não apenas a reduzir a gordura, mas também a ganhar e a definir os músculos, e a melhorar o metabolismo do praticante. A musculação exige uma dedicação e um esforço substancial da parte do praticante. Mas infelizmente, alguns indivíduos, muitas vezes obcecados pela autoestima elevada conseguida por um corpo escultural, exageram na atividade física, tornando o hábito muito perigoso.

Por tudo isso, é preciso ter noção da importância que o repouso tem na prática da musculação, evitando o excesso no grau de dificuldade ou na duração do treino, que são os erros mais comuns. Às vezes, vale a pena fazer um intervalo para repensar se a prática de exercício físico está sendo encarada da melhor forma, se é preciso mudar alguma coisa ou se, pelo contrário, tudo corre bem com o treino e é possível continuar.

Além disso, é nos dias de descanso que os músculos que trabalharam arduamente são, de fato, moldados. Ou seja, quando se faz o planejamento do um treino é preciso incluir os dias de repouso, em número suficiente, comparativamente à quantidade de dias em que ocorre o exercício. Nos dias de repouso, se pretender manter-se ativo, fique longe da academia – passeie, corra ou ande de bicicleta.

O exagero na atividade física regular acontece quando a quantidade total de treinamento, ou seja, a relação entre frequência, intensidade e duração do exercício, exceder a capacidade de adaptação do organismo. Noites de sono agitado ou mesmo períodos de insônia, mau humor e irritabilidade no relacionamento de trabalho e familiar também podem ser sinais de que o treino está muito intenso. Outro indício são as lesões e dores muito intensas.

As associações bem como as mudanças no treinamento devem ser bem planejadas para que os novos limites sejam respeitados. Perder peso, por exemplo, exige uma dieta associada ao exercício, impondo uma adaptação ao planejamento inicial, evitando assim exercícios em excesso.

A decisão de praticar uma atividade física regular pode mudar sua vida e uma avaliação inicial, com aconselhamentos periódicos, pode garantir que esta mudança seja definitiva. Se possível, procure um médico especializado em medicina do esporte e pratique seu exercício com segurança, obtendo o máximo de orientações que ele tem a oferecer.



Saude plena

…leia mais

9 de abril de 2011

Nunca vai namorar.

A criatividade do nosso povo é algo indiscutível
Aplausos ... rsrsrsrsrsrs














…leia mais