13 de outubro de 2011

Se a condição for essa, é melhor não recebermos a Copa do Mundo!




A FIFA e seu presidente, Joseph Blatter, querem tomar conta do país em 2014. Nada mais absurdo. A toda hora, surgem notícias a respeito do interesse da entidade máxima do futebol de que leis sejam revogadas momentaneamente em 2014, a seu favor, é óbvio, ou que a FIFA seja excluída do cumprimento de determidas normas.

Nunca vi um negócio desses. Uma entidade privada, internacional, tomar conta de um país e, sobretudo, infringir sua soberania, afinal, é disto que se trata.

Se a condição for essa, é melhor não recebermos a Copa do Mundo!

Já basta termos de assistir a ignóbil derrama de dinheiro público que se configura cada dia mais, a falta de infra-estrutura que, absurdamente, mesmo com o excessivo gasto de recursos públicos, parece inevitável e o locupletamento de alguns em detrimento do povo brasileiro, que pagará a conta mas não irá usufruir do megaevento...

Ter, também, com todo o respeito, de abrir as pernas para uma entidade bandida como a FIFA, para que seu faturamento aumente, já que, claramente, a Copa do Mundo é muito mais um negócio do que um evento esportivo, aí é demais.

Em tudo há limites, e a Copa do Mundo-2014 está a beira de extrapolar todos eles.


Leia mais no blog Língua Afiada

Um comentário:

  1. Sabe, essas coisas são tão tristes de se assistir! A gente sabe que por trás de tudo neste país, está a cobiça e o interesse escuso dos governantes em todas as instâncias do poder, seja municipal, estadual ou federal. Mas, como vc bem disse, a Copa do Mundo deve bater todos os tristes recordes nesse sentido. Isso, aqui dentro do país. Agora, ter que suportar a mão grande internacional... bem, aí é demais!!!!
    Que tristeza!!!

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.