26 de setembro de 2011

Liberdade em 2 rodas

É dificil explicar o que um motociclista sente quando anda com sua moto,mas o autor deste texto chegou bem perto da realidade!



Muitas vezes sou questionado por amigos não motociclistas o porquê de viajar de moto, e não de carro?

Não é fácil explicar o porquê de se empreender viagens de motocicleta.
Como explicar que as razões se encontram encravadas no meu íntimo?
Como explicar o prazer, o desafio o sabor de conquista, as sensações que sentimos?

Por mais que eu me esforce e tente explicar, não encontro as palavras e os motivos de me aventurar pelo mundo nesse maravilhoso veículo de duas rodas.
Viajar de moto não é barato, seguro nem confortável.
Porque então?
Não estamos protegidos das intempéries, das pedras, dos pássaros, não temos som, não temos ar condicionado, nossa bagagem vai em bolsas, amassa tudo, molha, é difícil de encontrar os objetos, de carregar e amarrar diariamente a bagagem.

Porque então viajar de moto?

De uns anos para cá, com mais idade e experiência deixei a batalha na busca dos horizontes no mar e me dediquei ao motociclismo, muito menos cansativo, mas com maior risco fisicamente.
Em nossa vida, vamos vencendo os desafios e colecionando sucessos.
No motociclismo me sinto assim a cada partida para uma nova aventura.
Quando chego a minha casa e entro com a motocicleta na garagem, sinto-me como os aventureiros que atravessam oceanos ou escalam paredões rochosos. . .  um vencedor, com apenas algumas desventuras, como sempre, facilmente contornáveis, me convenço de que moto é um sonho no qual você viaja.

Depois de um longo trajeto, escapando de buracos, acidentes, besouros, cabras e tantas coisas mais, como frio, mão dormente, dor na bunda, caminhões irresponsáveis, vento, chuva e chegamos finalmente a um hotel ou pousada, NUNCA será como a casa ou a cama da gente.

Todos os dias em minhas prazerosas viagens, sinto saudades de minha casa.

Viajar de moto é paixão, é curiosidade incontrolável de ver ou rever estradas e paisagens, de sentir liberdade, a sensação de risco, de sentir no mesmo dia frio, calor, medo, saudade.
Quem ainda não entende esse espírito aventureiro, questiona os amigos motociclistas sobre o motivo de suas longas e difíceis viagens ou travessias.

Para mim que conheço os desafios, o charme, e as dificuldades, viajar de moto é uma questão de apenas viver a vida sobre esse veículo transmissor de emoções.

Esses são os meus motivos:
Quando se viaja de carro, a gente vê a paisagem e quando se viaja de moto a gente se torna a paisagem !

Autor desconhecido


2 comentários:

  1. Como dizem por ai. "Só quem anda de moto sabe o porque dos cachorros quando andam de carro colocarem a cabeça pra fora da janela."

    ResponderExcluir
  2. Hehehehehehehhe gostei do comentário,muito bom!! Tenho 23 anos e já viajo de moto,realmente é uma emoção inexplicável,amo minha moto,e espero seguir viajando por aí por muitos anos ainda,recomendo. Não é facil realmente,mas não existe vitoria sem batalha e uma batalha mais prazerosa doque esse não tem!! kkk

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.