3 de maio de 2011

Que sociedade cretina!


Comemoram, celebram, cantam a morte de uma pessoa. Sim, estou falando da sociedade americana, ainda que nesta minha afirmação haja o pecado da generalização. Mas a demonstração de acefalia dos “donos do mundo” me deixou estupefato. Tudo bem que se trata de um dos maiores párias da humanidade o tal do Osama Bin Laden, e como tal deve ser responsabilizado por seus atos, todavia, a execução sumária, que ao que tudo indica foi o que ocorreu, não é a solução, até porque não respeita as regras de direito internacional.

Reproduzo abaixo as brilhantes palavras da professora em História Social da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida de Aquino:

“Não existe razão para comemoração. Se a gente admitir que existe razão para isto, então estaríamos admitindo que existe razão para comemorar um assassinato. Uma coisa que normalmente não se comenta é que os Estados Unidos gostam de jogar na cara de todos os outros países que eles são os guardiões da democracia do mundo, e sempre interferem nos outros países para assegurar a democracia. Entretanto, o que eles fizeram nesse caso é simplesmente um assassinato. Se houve um crime e você está atrás de uma pessoa que é teoricamente uma das responsáveis por esse crime, você tem o direito de pegar essa pessoa e submetê-la a um julgamento. Mas o que aconteceu foi simplesmente um assassinato.”

Perfeito! E acrescento: e o seu Bush, só pra ficar em um dos maiores facínoras da história mundial, não deveria ser sumariamente assassinado também? Matou milhares de inocentes iraquianos, entre outras atrocidades, baseado em uma cantilena pra lá de falsa, qual seja, as inexistentes armas de destruição do Iraque.

É claro que o parágrafo acima se trata de uma provocação, da qual não concordo. Bem, não com o assassinato do Bush, mas sim com sua responsabilização, que sabemos, nunca virá.

Simbólico e de extremo respeito foram as celebrações sóbrias em memória das vítimas do 11 de setembro. Ai sim, mas comemorar como se o país tivesse ganho a Copa do Mundo um assassinato...

Só para não restar dúvida do que penso, reproduzo mais um trecho da historiadora Maria Aparecida de Aquino, do qual concordo integralmente.

“Isso não significa defender o que aconteceu em 11 de setembro de 2001, que foi um ato terrível e ofendeu a humanidade. Não significa negar o direito da população americana de buscar os culpados. Mas defender a forma como isso foi feito será dar aos Estados Unidos a possibilidade de amanhã entrar em qualquer uma de nossas casas e dizer: ‘olha, imaginei que aqui houvesse um terrorista e andei metralhando’. É muito grave o que aconteceu. Ou seja, não há motivo para comemoração.”



Por : Pedro Rossi

4 comentários:

  1. Concordo plenamente. Os meios não justificam o fim.
    Sou a favor que as pessoas devem pagar pelos seus crimes. Serem julgadas nas leis e tal. Mas matar sem direito a defesa. Não concordo nem um pouquinho.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. sou totalmente a favor da pena de morte, e qual o problema da comemoração ? se fosse minha familia que tivesse sido morta no atentado, ate eu o mataria se fosse possivel

    ResponderExcluir
  3. Americanos são os unicos no mundo que acreditam no que seus politicos falam, e ainda se acham um povinho superior a todos no mundo huahuauha só rindo da cara deles, quero ver o dia que a verdade finalmente vier a tona e eles ficarem sabendo que a CIA e o FBI colocaram a culpa numa pessoa que já tinha morrido antes do atentado. Outro dois fatos curiosos é que em primeiro lugar a lista dos 25 terroristas que explodiram os aviões desses 25 que estavam na lista 25 estão vivos até hoje, outro ponto curioso é que ninguém em momento algum se declarou parente de algum dos mortos nos voos que explodiram.( alias pelo que eu sei de amigos que moram lá a 20 anos , ninguem conhece alguem que seja parente ou mesmo conhecido de alguem que tenha morrido naquele voo.Então po deixem pensando bem eles não estão comemorando a morte de uma pessoa e sim o aumento em 15 pontos da popularidade do seu ataul presidente.

    ResponderExcluir
  4. Também não vejo motivo para comemoração, sim, Bin Laden foi como tantos outros um líder, infelizmente um lider, mas como Hitler, manipulou pessoas, matou jovens, adultos, idosos, crianças indiscriminadamente.
    Porque comemorar uma morte?
    Agora dia 08/08 estamos à beira de uma nova recessão, de uma nova crise mundial, e de que adiantou tantas mortes?
    "Americanos são os unicos no mundo que acreditam no que seus politicos falam, e ainda se acham um povinho superior a todos no mundo", eles são a raça mais cretina existente. Não por serem capitalistas, por terem ainda as velhas frases: América para americanos... Ou, American Way Of Life... De que adianta um sonho consumista, se agora há uma recessão? Se eles gastam BILHOES POR SEMANA, para manter soldados no Iraque? Porque manter uma guerra?
    Quantas pessoas sairam mortas ou multiladas, independente de sua nação?
    Aposto que nada adiantou estes 15 pontos de popularidade se ele Obama esta falindo o AAA+... eua, sim minusculo!
    Foi ele que levou a outras grandes crises, e pelo que vejo, não vai mudar.

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.