10 de setembro de 2010

vampirização noturna


Já aconteceu de dividir sua cama com alguém e acordar no outro dia muito cansado, como se tivesse passado a noite em claro? Você pode ter sido vítima de uma vampirização noturna, muito mais comum do que pensamos.

Alguns casais dizem ter seu poder mental reduzido, sono perturbado independentemente de terem ou não consumado relações sexuais, prejudicando sua habilidade mental no dia seguinte.

A palavra vampiro significa "morto vivo" e sua crença existe em todo mundo, difundida especialmente na Rússia, Polônia, Europa Central, Grécia e Arábia.

Em termos psicológicos, o vampiro representa o apetite de viver a qualquer custo sugando a energia de alguém próximo, desvitalizando sua vítima em poucos minutos, ou seja, age de maneira egoísta sem se preocupar com mais nada. Este vampirismo acontece em um nível psíquico e a pessoa nem se dá conta disso.

Quem pode ser um vampiro psíquico? É fácil identificá-lo:

1) Pensamentos obsessivos: fica remoendo os problemas e sempre briga com os outros

2) Apresenta choques emocionais como o medo e a culpa

3) Maus hábitos do corpo: esgotam a saúde energética

4) Saudosista: o passado foi o melhor tempo que ele viveu

5) Obeso energético: aquela pessoa que não consegue perdoar o erro dos outros

6) Vive a vida dos outros; os fofoqueiros de plantão

7) Não deixa sua casa limpa e em ordem; desta forma intoxica o astral

8) Quem sempre está mentindo para os outros e para si mesmo

Durante o sono, o corpo físico descansa e se ajusta aos ritmos da natureza; o ritmo da respiração de cada um é ditado pela posição do corpo, que se move de um lado para o outro até conseguir adormecer profundamente.

Passamos cerca de um terço das nossas vidas dormindo e, por isso, precisamos aproveitar ao máximo este descanso para acordarmos dispostos no dia seguinte.

Pessoas que se enriquecem a custa do trabalho alheio, meios ilícitos ou ainda aquele que explora os pobres em benefício próprio também são vampiros de energia.

Neste caso, banhos de água e sal são indicados, além de orações para que a aura se fortifique.
 
 
por Monica Buonfiglio

6 comentários:

  1. Já me aconteceu exatamente isso ;O

    ResponderExcluir
  2. Gesuis, além das meditações, oraçoes, sal grosso e afins a gente tem que se livrar do individuo né? beijos

    ResponderExcluir
  3. uiii!!! E tem mesmo, viu!? Às vezes, a maioria das vezes, vc não se dá conta. E tem pessoas que fazem isso com vc só de chegar perto e ficar um pouquinho conversando.
    No creo em brujas... pero que las hay, las hay!!! rsrsrrs
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  4. "Neste caso, banhos de água e sal são indicados, além de orações para que a aura se fortifique."
    Até chegar neste trecho, estava levando o assunto a sério... Crendices populares, a anos atrapalhando a ciência...

    ResponderExcluir
  5. Sendo assim, todas as noites deve-se entoar o seguinte mantra: VOLTA PRO MAR, OFERENDA... VOLTA POR MAR, OFERENDA...

    :o)

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Eles também têm uma "presença tóxica", ou seja, quando chegam em qualquer lugar, as pessoas não se sentem mais à vontade, embora não digam nada.

    Agora eu acho que o que mais adianta é sair de perto de uma figura assim. Cortar todo tipo de contato.

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.