9 de agosto de 2010

Falta Educação

O episódio deprimente em que alguns atletas do Santos se envolveram ao falarem um bocado de besteiras na internet não se justifica. Entretanto, só ficar esculachando os garotos não adianta. Isto porque o problema é muito mais sério do que um arroubo juvenil ou algo parecido. Trata-se, isto sim, de falta de educação.
Segundo o repórter Lúcio de Castro, em seu blog no site ESPN, ao realizar uma série de reportagens para o especial “Nos porões do futebol”, focando o drama da exploração dos menores que sonham com o estrelato rápido proporcionado por este esporte, foi possível notar que “os meninos da bola, nas categorias de base, são tratados como bichos que viram bichos”.
Aliado a isso, há o fato de que estes meninos, na sua grande maioria, provêm das classes mais baixas da sociedade. Ou seja, são meninos que naturalmente nunca ou pouco tiveram acesso a educação digna e de qualidade. Situação que se mantém nos anos em que são apenas mais um dentre vários humildes meninos em busca da chance de ouro.
Diante disso, não fica difícil notar que situações constrangedoras como a mencionada acima continuarão a acontecer, uma vez que nosso pé-de-obra futebolístico é mero retrato da vergonhosa deficiência educacional da nossa população, sobretudo a de origem humilde.
Muito pior, todavia, é a situação da grande maioria, que fica anos nestes criadouros do esporte sem qualquer instrução sem, contudo, atingir o sucesso. Diferentemente destes poucos desmiolados, porém, abonados e, portanto, gozadores de uma vida digna, a maioria malsucedida está fadada a marginalidade.


Piada de mau gosto
“É inacreditável e absurdamente maravilhosa a situação do juiz Paulo Medina, ex-ministro do STJ, condenado por unanimidade por participação em esquema de venda de sentença. A pena aplicada ao juiz foi ganhar seu salário sem trabalhar, ou seja, aposentadoria compulsória.”
Blog do Glauco Cortez

Que belo incentivo a corrupção! Quem não queria uma “condenação” dessas? Patético!!!


Postar um comentário

Por favor ... deixe seu comentário.