26 de março de 2010

Nada como um dia após o outro

Bronca do Pedrão está de volta depois de um longo período de férias......


Eis que o que todos sabiam foi admitido, sem grandes cerimônias, por quem sempre negou. Não havia mais razão de ser, nem qualquer propósito, em negar a farsa que foi o Pan-2007. Afinal a falácia que imperou em torno do evento esportivo já não é mais necessária como um dos argumentos para que o Rio receba as Olimpíadas-2016. Com a fatura liquidada, e a impunidade garantida, as verdades acerca do Pan-2007 começam a aparecer.

Em recente declaração, o presidente do Comitê organizador de ambos os eventos, Carlos Arthur Nuzman, disse o óbvio, porém por demais estarrecedor. Segundo Nuzman, o Pan do Rio de Janeiro não deixou o legado previsto à cidade pois no contrato do evento não constava tal obrigação. Mas que com relação à Olimpíada o legado para o Rio está garantido, pois neste caso o contrato o prevê como uma das obrigações do comitê organizador.

Então quer dizer que bilhões foram gastos além do previsto, no qual o legado a cidade carioca estava incluído, e ainda assim os benefícios a capital fluminense não saíram do papel simplesmente porque o contrato não os previa? Mas que cara de pau em senhor Nuzman!
Então quer dizer que se não está no contrato, não precisa ser cumprido, ainda que se tenha vendido a idéia de que o Pan traria melhorias concretas à população carioca.

A declaração é ainda mais absurda se lembrarmos que Nuzman, sempre que indagado sobre o fato, não só negava que o Pan não havia deixado legado a cidade carioca como se exaltava.

Mas agora, que não mais se necessita sustentar esta mentira para receber as Olimpíadas, Nuzman assume um absurdo destes com uma naturalidade de dar inveja aos piores escroques.
Uma pessoa assim devia, no mínimo, estar bastante preocupada com as explicações que teria que dar a justiça e a sociedade brasileira. Entretanto, se nem os deputados Nuzman respeitou, ao dar um belo cano nos representantes do povo em uma audiência solicitada por eles em que deveria prestar esclarecimentos sobre os gastos e outros assuntos relacionados ao Pan-2007, não surpreende, infelizmente, que essa mesma pessoa esteja à frente de um dos eventos mais importantes da história brasileira.

Afinal de contas, só importa (?) o que está previsto em contrato. Como a ética, a moral e, sobretudo, a palavra não estão; elas que se danem.





Por : Pedro Rossi

3 comentários:

  1. Qual o sabor dessa pizza?
    Lamentável!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. O final é categórico.
    É triste falar isso, mas no país do Pão e Circo, eu torço para que rolem diversas cagadas nas Olímpiadas - paradoxalmente, quero que a Copa vá bem, pois i love soccer, hehe

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  3. A corrupção e a política no Brasil andam de mãos dadas, parece ser uma obrigação tirar proveito nos mais diversos setores, utilizando-se de artimanhas e intenções obscuras para se apropriar de dinheiro público. Não tenho poder para julgar ninguém, mas a impressão que que o Pan nos dá é que foi feito exclusivamente para isso.

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.