24 de dezembro de 2009

Curtas, mas brutas - 2

A homofobia são paulina

Ridícula a atitude da diretoria tricolor em dizer que as regras de conduta do clube não permitem que o jogador Richarlyson permaneça no ambiente de trabalho com os apliques capilares, ao estilo Ronaldinho Gaúcho, que fez durante as férias.

Gostaria de saber se o São Paulo tomaria a mesma atitude com o super-astro Ronaldinho Gaúcho, se por um acaso ele viesse jogar no tricolor com suas famosas madeixas longas. Duvido!
Ao tomar tal atitude, a diretoria do São Paulo se rebaixa ao mesmo nível dos acéfalos são paulinos – não todos – que ridicularizam e nutrem imenso preconceito contra um de seus melhores jogadores.

Bando de homofóbicos!



Óleo de Peroba nele!

Veja a mensagem que o superintendente de futebol do São Paulo e vereador nas horas vagas – sim, pois está toda hora na TV ou no São Paulo Futebol Clube - do município paulistano, Marco Aurélio Cunha, deixou na caixa-postal do celular do jovem jogador Oscar:

"Oscar, é o Marco Aurélio, você sabe o tanto que eu gosto de você. Eu acho que esse caminho foi horrível, esse caminho escolhido, e não será fácil. O São Paulo é muito forte. Acho que foi um erro estratégico imenso, e eu espero que você não tenha permitido porque ainda dá para reverter. Com certeza sua vida vai ficar difícil, porque a força jurídica do São Paulo é grande e os argumentos colocados são muito ruins. A força do São Paulo é muito grande. Me liga pra eu te orientar, meu filho, eu não quero você passe o que você vai passar. Me liga."

Segundo o falastrão Marco Aurélio, a mensagem foi afetuosa. E eu diria, uma afetuosa coação. Aliás, eu não, todo mundo está dizendo, pois está claro que Cunha está tentando coagir o garoto, lhe “torturando” psicologicamente.

O caso é complicado. Pode até ser que o São Paulo tenha razão já que os assessores do jogador não são flor que se cheire. Mas que a mensagem acima é uma tentativa de intimidação, não resta dúvida.

Este Marco Aurélio deve ter um tonel de óleo de peroba em casa. Eita sujeitinho encardido.



Por : Pedro Rossi

Postar um comentário

Por favor ... deixe seu comentário.