27 de agosto de 2009

Duas luas no céu no dia 27 de agosto de 2009

O Planetário Internacional de Vancouver, de British Columbia - Canadá, calculou a precisão em que Marte estará orbitando perto da Terra. Será no dia 27 de agosto de 2009.
Todavia, o mais interessante de tudo é que isto já estava previsto em um código Maya, encontrado na pirâmide ao lado do Observatório Estrelar Alenque, em Chiapas, no México. Com este cálculo matemático Maya, agora os Mayas estão sendo vistos como os gregos da America, e orgulho da Guatemala.
Pelo menos, quatro ou cinco gerações da humanidade não voltarão a ver esse fenômeno natural, e poucas pessoas sabem até o momento, embora tenha sido noticiado desde 11 de maio de 2009.
Duas luas no céu, no dia 27 de agosto, à meia noite e meia, o planeta Marte será a estrela mais brilhante e aparecerá tão grande quanto a lua cheia, mesmo a 55,75 milhões de quilômetros da Terra.
Não perca! Será como se o planeta Terra tivesse duas luas, Este acontecimento só se reproduzirá no ano de 2287. Portanto, divulgue esta informação, pois não se cogita que alguém hoje vivo possa sobreviver para rever esse fenômeno

12 comentários:

  1. orra cara que maximo eu tinha esquecido disso se tu não lembra eu nem ia tentar ver como sou madrugueira amanhã eu conto =D

    ResponderExcluir
  2. Uau! Sera mesmo?

    Poxa, tomara...vou ficar ligada, afinal da proxima vez eu ja vou ter reencarnado umas 10x! Hahaha...Espero ver dessa e da prx!

    Beijo, querido!

    ResponderExcluir
  3. Essa não vou perder por nada. Espero que realmente aconteça, ficarei com a máquina ligadona para registrar! rs
    Bjos,
    Luka

    ResponderExcluir
  4. O mito já foi desmentido:

    http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=26828&op=all

    http://aeiou.visao.pt/marte-visivel-esta-noite-nao-passa-de-um-boato=f527081

    Segundo fonte do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), esta informação "é falsa" e tem gerado "alguma confusão". O Observatório esclarece que "Marte não se encontra à distância mínima da Terra", que "não se vê a olho nu do tamanho da Lua" e que nem tão-pouco é visível no céu.

    Mas que ia ser legal ver um troço desses ia viu... rsrsr

    ResponderExcluir
  5. Caros Amigos :

    Lamentavelmente a informação não tem veracidade!

    Tudo não passa de um boato disseminado mundialmente na net desde 2003, e que é comumente repassado à medida que o mês de agosto se aproxima.

    Para vocês terem uma idéia sobre quão falsas são essas informações:

    a) O tal "Planetário Internacional de Vancouver" não existe;

    b) Marte, no dia 27, não "será a estrela mais brilhante do céu". O planeta, na verdade, só se distinguirá das demais estrelas unicamente por sua cor avermelhada. Esse "título" caberá ao planeta Vênus, que, no dia, estará 100,02 vezes mais brilhante que o planeta vermelho;

    c) Marte, no dia 27 de agosto, estará 4 vezes mais distante de nós que o divulgado no boato (55,75 milhões),ou seja, estará a cerca de 243 milhões de quilômetros da Terra;

    d) Marte e Lua, no dia 27, nem estarão visíveis no mesmo céu.

    e) Verifiquei (utilizando software astronômico apropriado) que no ano 2287 o planeta Marte estará mesmo a uma de suas menores distâncias de nós (55,71 milhões de quilômetros da Terra), mesmo assim ainda não será visível do tamanho da Lua e nem será o astro mais brilhante do céu. Marte terá um tamanho aparente 73,15 vezes menor que o da nossa Lua e seu brilho será inferior ao do planeta Vênus.

    Enfim, não esperem ver Marte e a Lua como "duas Luas" no céu na noite do próximo dia 27 de agosto, nem em qualquer outra data.
    Nunca (e eu nem gosto desta palavra) Marte será visível, da Terra, do tamanho da nossa Lua. Como dito acima, tudo não passa de um boato lançado na net.

    Grande abraço e felicidades,

    Valmir Martins de Morais
    Estação Astronômica PieGise
    Juazeiro do Norte, Ceará, Brasil

    http://astropiegise-ultimasobservacoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. uia!!! é hoje? vou correr pra ver...

    ResponderExcluir
  7. Olha... Essa informação é uma falsa notícia que andou correndo pela net.
    Os Mayas, grandes arquitetos, astrônomos e matemáticos, fizeram sim, o uso de vários calendários, tinham uma noção muitíssimo aprimorada de cálculos das rotas dos planetas visíveis, tinham noção do número 0, coisa que os gregos nem sonhavam (com todo o respeito aos gregos), enfim, os Mayas eram um assombro; eram e ainda são vanguarda do Conhecimento!
    Entretanto, após a década de 70 muitos curiosos andaram especulando sobre sua matemática maravilhosa e atribuiram à eles elementos novos que nada tinham a ver com sua história e vestígios. O tal do Calendário da Paz, que não é o Calendário Maya propriamente, é um ótimo exemplo do que estou falando.
    Neste momento de nossa história, creio ser muito interesante buscar conhecer um pouco mais do que eles nos deixaram, no entanto, é preciso ter cuidado com notícias que se espalham com o vento virtual...
    O que temos deles, teoricamente, são fragmentos (graças ao bispo De Landa que queimou quase todos os códices mayas por medo que o diabo lá estivesse - isso se ele queimou mesmo, pois é o que nos conta a história), e infelizmente, não temos mais do que isso, até segunda ordem. É muito importante que se tenha critério ao falar de sociedades antigas, pois não há como preencher certas lacunas e quaisquer neo-composições sobre o assunto pode ser considerada charlatanismo.
    Deve-se ter ainda muita atenção às Profecias Mayas, pois elas podem e andam causando muito desconforto em função das interpretações a elas atribuída. Há muitas pessoas no mundo que querem ver o fim de tudo e com isso, as interpretam conforme suas próprias ideias de fim...

    Gosto muito deste blog!

    Um grande abraço,
    Flor do México

    ResponderExcluir
  8. O texto tah muito bom, fica só a dica pra vc usar mais imagens, ok?

    http://cemiteriodaspalavrasperdidas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. cara valeu pelo toque eu nao
    sabia disso legal.
    valeu.

    ResponderExcluir
  10. Porra! e eu num fikei sabendo!

    ahhhhhhhhhhhhhhhh

    ¬¬ e acho que não vou viver para vwer o proximo!

    ResponderExcluir
  11. Acho fascinante ter a possibilidade de presenciar fenônemos naturais dessa grandiosidade. É que interessante saber que o povo maya já havia previsto esse acontecimento. A humanidade passou um longo período eurocentrista, em que todo o conhecimento válido provinha da europa. Aos poucos, vamos descobrindo que há Grécias a se conhecer.

    Um abraço

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.