31 de agosto de 2009

Cartão Vermelho de verdade

Interessante o gesto simbólico do senador Eduardo Suplicy (PT-SP) em dar cartão vermelho, em discurso no plenário do Senado, ao colega José Sarney (PMDB-AP). Ao invés das empoladas e retóricas falas comumente empenhadas pelos “nobres parlamentares”, Suplicy lançou mão de uma forma extremamente popular para demonstrar sua insatisfação em relação ao presidente do Senado.
Este tipo de gesto, próprio das expulsões nas partidas de futebol e em outros esportes, transmite uma mensagem muito mais eficaz à população do que os enfadonhos sermões proferidos pelos políticos. Até porque uma imagem como esta, vista em um jornal impresso, na televisão ou mesmo na internet, anuncia exatamente o que se propõe aos cidadãos, além de ser rapidamente inteligível, sobretudo em um país em que há grande aversão a leitura.
Ademais, vale lembrar que as atividades dos parlamentares devem ser, obrigatoriamente, dirigidas à população que o elegeu. Premissa básica que, infelizmente, se faz necessária memorar nestes tempos em que nossos representantes cada vez mais fazem uso privado de bens públicos e brigam entre si com um único intuito, a busca pelo poder. Ou alguém já viu discussões e brigas tão acaloradas como as de agora nas votações e discussões que dizem respeito a políticas públicas de interesse da nação?
O único senão da atitude do senador Suplicy é que a população brasileira já esta cheia de gestos simbólicos que ficam somente nisto mesmo, no simbolismo, sem nunca se concretizar. Seria interessante que se aplicasse de fato o cartão vermelho a muitos políticos. Inclusive ao Presidente da República.




Farra Copa 2014
Já começou! É o que mostra o blog do José Cruz, no UOL Esporte.
O estado do Mato Grosso, governado pelo rei da soja, Blairo Maggi (PR), acaba de contratar o projeto executivo da construção de seu estádio. Fora o fato de já se contrariar a ideia de que recursos públicos somente seriam destinados à infra-estrutura, restringindo-se recursos privados às construções ou reformas dos estádios, a contratação do projeto do estádio da cidade de Cuiabá se deu sem licitação.
O custo de tal projeto executivo é de “módicos” R$14milhões, e o motivo alegado para se gastar dinheiro público sem concorrência é a falta de tempo. Mais cara de pau, impossível!



Por : Pedro Rossi

24 comentários:

  1. Olá eu achei este post muito interessante, continue assim!

    ResponderExcluir
  2. Realmente foi bem interessante o que o Suplicy fez. Ultimamente o pessoal do Senado está mandando um ao outro tomar NO CU com educaçao e ninguém entende....

    obs:> DIGIRA SUAS PALAVRAS! auhhahuauhhauhuauha

    http://cerebro-musical.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Realmente foi bem interessante o que o Suplicy fez. Ultimamente o pessoal do Senado está mandando um ao outro tomar NO CU com educaçao e ninguém entende....

    obs:> DIGIRA SUAS PALAVRAS! auhhahuauhhauhuauha

    http://cerebro-musical.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o post, vi uma materia no panico, feita pelo impostor, foi de onde veio este cartão vermelho.
    Muito bom

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Me dá nojo a cara de pau dos politicos, estão lá a tanto tempo, quando não tinham o poder falavam não ter como fazer, hoje tem como fazer e não fazem.

    Explodam o Congresso, vai ver que extermina essa raça

    BLOGdoRUBINHO
    www.blogdorubinho.com.br
    www.twitter.com/blogdorubinho

    ResponderExcluir
  7. Tava achando aquilo de mostrar o cartão uma tonteira, mas depois que eu li seu texto que acabei entendendo, que o povo só consegue ver oque está errado quando fala a lingua dela, ou seja do Brasileiro é futebol!

    ResponderExcluir
  8. é amigo, e as coisas só tendem a piorar em questão da Copa.


    Já em questão do cartão vermelho, vi isso em vários lugares, achei ótimo o gesto dele :]

    ResponderExcluir
  9. kk Alguém já ouviu falar de óleo de peroba? ashduas Pra eles kk

    ResponderExcluir
  10. Foi um absurdo o que aconteceu com o Sarney!! Eu gostei do gesto do Suplicy, mas de fato nada concreto acontece! Lá na França a população é quem tem poder e se algo desse porte tivesse acontecido, é certo de que as pessoas sairíam às ruas e ele seria deposto, como deveria ter sido aqui no Brasil...

    ResponderExcluir
  11. eu estou co saco cheio deles
    nois que tem que dar cartao vermelho pra eles.

    ResponderExcluir
  12. ah o suplicy da gosto de votar nele!

    ResponderExcluir
  13. Raro gesto, que a mim, não deixa de ser correto. Corresponde grande parte dos indignados brasileiros que querem fazer o mesmo.

    ...e o Lula onde está nisso tudo? por trás do pano.

    abraço.
    visite meu blog tbm, ok?!

    ResponderExcluir
  14. Raro gesto, que a mim, não deixa de ser correto. Corresponde grande parte dos indignados brasileiros que querem fazer o mesmo.

    ...e o Lula onde está nisso tudo? por trás do pano.

    abraço.
    visite meu blog tbm, ok?!

    ResponderExcluir
  15. Raro gesto, que a mim, não deixa de ser correto. Corresponde grande parte dos indignados brasileiros que querem fazer o mesmo.

    ...e o Lula onde está nisso tudo? por trás do pano.

    abraço.
    visite meu blog tbm, ok?!

    ResponderExcluir
  16. Gostei do equilíbrio de sua análise em relação ao cartão vermelho dado pelo Suplicy. Se por um lado é um gesto sem meias palavras, de entendimento rápido ao seu eleitorado, por outro, trata-se de mais um "abraço na árvore" para conter sua poda. É preciso muito mais do que isso, sobretudo uma nova postura da bancada governista em relação ao que eles querem de fato. Um Brasil livre da estrutura latifundiária na política ou a perpetuação do mesmo modelo em nome da tal da "governabilidade" dada pelo PMDB.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  17. Tiro o chapéu para a atitude do senador Eduardo Suplicy, melhor do que bater boca, foi o ato dele, pois como você disse, mesmo que impresso, já vai passar a mensagem que deve ser passada.
    Parabéns pelo post.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  18. O Suplicy escolheu uma boa forma de manifestar a indignação popular. Acreditamos que seja também a sua. No universo político, as pessoas caem na total descrença da administração pública em todos os setores, executivo, legislativo e judiciário. Acho que a família brasileira tem de pensar que valores está passando a seus filhos. Não são estes homens públicos cidadãos como cada um de nós, esperando uma oportunidade para se dar bem? São as pequenas coisas que nos dizem das realidades universais.

    Tenho dito!

    ResponderExcluir
  19. Queridos amigos avassaladores...]francamente, esse assunto me dá uma gastura! um vazio no estomago uma azia que sobre fervendo pelo esofago e dá vontade de soltar labaredas!!!!!
    em vão?
    esse é o problema basico... falta de comprometimento do eleitor em agir de verdade desde as pequenas coisas da etica até as enormes.. dá nisso! Tome azia!

    ResponderExcluir
  20. Ainda bem que ao menos em gestos simbólicos alguém está tentando dar um jeito nessa bagunça que foi formada!

    ResponderExcluir
  21. Um cartão vermelho para todos os políticos...
    Infelismente não tem como pensar em política no Brasil e não lembrar das safadezas que existe nesse meio.

    ResponderExcluir
  22. Um monte de gente lá merece cartão vermelho.

    E os gastos com a copa já começaram, eu já to até vendo que essa copa vai ter desvio de verba atrás de desvio de verba.

    ResponderExcluir
  23. Concordo que deveriam se concretizar mtos desses gestos simbólicos, ainda mais, esses políticos enojantes e deploráveis e, em especial, o presidente da República...
    Mas, sinceramente.. ainda acho que o Suplicy foi tremendamente oportunista, ou no mínimo retardatário!

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.