22 de junho de 2009

Era melhor ficar calado Presidente!

O nosso guia, presidente Lula, deu declarações desastrosas na semana que passou. Das besteiras em relação às eleições iranianas às sandices sobre o presidente do senado, José Sarney, e o funcionamento do Legislativo.

Absurdamente, “legitimou” a eleição da República Teocrática Iraniana que nem mesmo o guia máximo deles, o aiatolá Khamenei, se sentia seguro em fazê-lo. Basta dizer que o chefe supremo daquele país, favorável ao suposto vencedor, o ultraconservador Ahmadinejad, aceitou que se fizesse a recontagem parcial dos votos. Ou seja, Khamenei abriu uma investigação para apurar suspeitas de fraude no pleito recém realizado. É verdade que se trata de uma ação simbólica, para dar satisfação não só a comunidade local como à internacional, visto que os principais líderes mundiais, França e Alemanha entre eles, sinalizavam preocupação e cautela com um cenário muito mais próximo de um golpe de Estado do que de um mero choro de perdedores.

Para se ter uma idéia, as apurações iranianas, que levam uma semana para serem tabuladas, pois as eleições ocorrem em cédulas manuais, foram resolvidas em horas. Na terra de Mousavi, o candidato reformista derrotado, Ahmadinejad ganhou com folgas, o que não costuma acontecer. Informações básicas o bastante para que o nosso guia não incorresse em declarações desnecessárias.

Ao menos por aqui, a proposta do 3º mandato parece definitivamente enterrada. O senador José Genoino (PT-SP), relator da proposta na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a declarou inconstitucional. Lula não precisará comentar tal bizarrice. Sorte nossa.

Afinal, o que foi o presidente comentando o caso do suposto nepotismo de Sarney no Senado? Indecência, no mínimo. Pragmatismo e sintomas de 2010? Também, já que Sarney será importante aliado da candidatura Dilma Rousseff. Mas ainda assim, fico com a indignação ante as palavras imorais proferidas pelo nosso guia. Para tanto, reproduzo brilhante coluna do jornalista Clóvis Rossi na Folha de S. Paulo.

Lula culpa o espelho
Alguma surpresa com a defesa que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez do senador José Sarney? Quem pediu desculpas pelos "erros" cometidos pelo seu partido (na verdade, crimes), mas depois passou a mão na cabeça dos "errados", quem se aliou a Fernando Collor de Mello, único presidente punido por falta de decoro, não poderia deixar de solidarizar-se com Sarney.

O que surpreende é a escandalosa indigência dos argumentos usados por Lula. Primeiro argumento: "Ele tem história no Brasil suficiente para que não seja tratado como se fosse uma pessoa comum". Que besteira é essa, Deus do céu?

É a versão Lula do "sabe com quem está falando?". Com história ou sem história, todo cidadão tem de ser tratado da mesma maneira. E os que têm história devem comportar-se ainda melhor do que os que não têm. Afinal, para usar um lugar-comum tão ao gosto de Lula, "o exemplo vem de cima".

Segundo argumento: um suposto interesse em "enfraquecer o Poder Legislativo". Outra bobagem sem tamanho. O que enfraquece o Poder Legislativo não são as denúncias, mas os fatos que dão origem às denúncias. Sem eles não haveria denúncias.

O Poder Legislativo, como os demais, só se fortalece se corrige os desmandos e abusos denunciados. Omissão é que o enfraquece.

Lula, no fundo, revisita a teoria debiloide e safada da conspiração que não houve contra ele. Houve apenas uma conspiração dos fatos. Tanto que ele foi obrigado a pedir desculpas. Tanto que o procurador-geral da República denunciou toda a cúpula do PT como "quadrilha".

É, enfim, a velha tentação de toda pessoa investida de poder de culpar o espelho pela imagem que ele mostra. A favor de Lula diga-se que ele ao menos pediu desculpas, coisa que Sarney nem remotamente passou perto de fazer.

Por : Pedro Rossi


14 comentários:

  1. Rss fala sério qntas mancadas nosso querido presidente não deu e ainda continua... parece mais bobo da corte, sim da corte....entende-se como o Exterior!

    bjus^^

    ResponderExcluir
  2. Pois é. E quando falo que o Collor é peixe pequeno perto da CORJA PT e Aliados, todos me chamam de louco.

    O episódio Collor é uma travessura de jardim da infância frente ao que rola hoje em nosso querido País.

    Vamos lutar por mais 4 anos do Lulinha.....vamos??? Poxa fico triste quando não vejo mais "aritistinhas" defendendo a estrela solitária do PT.... Por onde andam? Paulo Betti & Cia Ltda?????

    ResponderExcluir
  3. Já é mais do que normal nosso representante mandar uma dessas. Tá ficando popular pelas besteiras que fala e nao pelo que tem feito...

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo post. Pena que a grande massa eleitora do Lula não tem acesso a esse tipo de notícia.

    ResponderExcluir
  5. O pior é saber que isso, tudo isso que você falou sobre o Lula legitimar algo que ninguém legitiou, proteger Sarney (o homem de situação até mesmo antes de ser criada essa palavra) e Collor, é no fundo, a ponta do iceberg da brincadeira que é nosso executivo, legislativo e judiciario.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Eu vi ocaso lá das eleições, tinha uns milhares de votos de diferença e eles dizendo que não houve fraude;
    Quanto ao caso do Sarney, nem me surpreendo mais, infelizmente acontee todo dia isso, agora me diz como um pais vai pra frente assim? Só no Brasil um presidente nem concluiu os estudos;

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Pedro!

    Confesso que achei a eleição iraniana muito confusa. Além disso, tem coisa que quando a gente não sabe é melhor ficar calado. Já no caso do sarney foi um vexame. Os políticos tem o rabo preso um com o outro e, por isso, muitas vezes, se esquecem de fazer um trabalho bem feito ou uma crítica mais severa.

    Parabéns pelo texto!


    Abraço

    ResponderExcluir
  8. O povo brasileiro é a raça mais subestimada que tem.
    Pior que amam ser subestimados.
    Não sou tão inocente para acreditar que Lula não sabe o que está falando ou fazendo. Ele não é um trapalhão, é um espertalhão.
    A questão é que ele sabe que nada que faça ou fale vai alterar a visão que a massa tem dele: o presidente do Bolsa família e Mr. simpatia do Brasil.Em time que está ganhando não se mexe e ele vai continuar bancando o babaca enquanto funcionar.
    Pão e circo para nós, os macacos! Amém!
    Já temos o palhaço principal,né?

    ResponderExcluir
  9. Eu nem me surprendo com essas leseiras do LulaMolusco..
    É cada coisa que ele menciona, que convenhamos, não tem cabimento.

    http://blogdojeco.blogspot.com//
    Jeferson..

    Abraços..

    ResponderExcluir
  10. Eu nem me surprendo com essas leseiras do LulaMolusco..
    É cada coisa que ele menciona, que convenhamos, não tem cabimento.

    http://blogdojeco.blogspot.com//
    Jeferson..

    Abraços..

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Sabe aquele velho ditado: "Em boca fechada não entra mosca?".

    Pois é.

    Ao que tudo indica, nossa amada besta fera barbada, digo, nosso presidente, parece que não aprendeu. Na verdade, há muita coisa que ele não aprendeu e nem quer, pelo visto.

    Ótima postagem!

    ResponderExcluir
  12. Tomara que não cometa a mesma burrada de convidar o presidente reeleito sr."dinnerJacket" para por os pés no Brasil.

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.