4 de maio de 2009

Leniência com os Jogadores de Futebol

Os jogadores de futebol tidos como astros, grande jogadores, são tratados, em geral, com brandura e complacência. O atual caso do jogador Adriano, ex-jogador da Internacional de Milão, é mais um desses exemplos.

Alegando problemas particulares e falta de alegria em exercer a profissão, concedeu entrevista alegando que iria parar de jogar futebol por tempo indeterminado e que não tinha previsão de voltar aos campos. Alguns dias após suas declarações, seu ex-clube consentiu e rescindiu seu contrato de forma amigável, sem ônus para ambas as partes. O jogador tinha aproximadamente 12 milhões de euros a receber em salários. O clube, por sua vez, tinha direito a uma multa de 200 milhões de euros pelo rompimento do contrato.

No mesmo dia em que Adriano se viu livre de seu contrato com o clube italiano, seus problemas cessaram e sua alegria voltou como que num passe de mágica. Declarações de seu empresário, Gilmar Rinaldi, ex-goleiro de São Paulo e Flamengo, davam conta de que Adriano já estava muito melhor e com vontade de voltar a jogar.

Dias depois, a confirmação. Adriano era anunciado como novo jogador do Flamengo, seu time de coração e onde iniciou sua carreira. O que, justiça seja feita, casa com recentes declarações do jogador dizendo que só voltaria aos gramados se fosse para atuar pelo Flamengo.

Entretanto, do modo como foi conduzida a situação, fica a sensação de que o jogador simplesmente queria se livrar de seus compromissos com seu empregador sem que tivesse que arcar com as suas responsabilidades. Ou seja, tudo leva a crer que agiu de forma premeditada e de má-fé ao pressionar a Inter de Milão a rescindir seu contrato de forma “amigável”.

Atitudes como essa, com pequenas variações e idiossincrasias, são corriqueiras no meio do futebol. É comum vermos jogadores brasileiros indo ao exterior seduzidos por contratos milionários. É tanto dinheiro que firmam o contrato sem pensar nas obrigações que devem cumprir. O que faz com que logo se cansem da nova vida, têm rendimento profissional abaixo do esperado e fazem de tudo para voltar ao Brasil, onde são idolatrados. Não raro, alegam dificuldade de adaptação à nova cultura ou o desprezo do técnico pelo seu futebol – normalmente dizem que o técnico não gosta de brasileiros. Assim, fazem corpo mole e forçam, a todo custo, a volta ao Brasil, se possível ao clube em que eram ídolos, já que a aceitação e a exaltação são garantidas.

Ressalte-se que a esta altura dos acontecimentos, estas “sumidades” já apresentam uma conta bancária bem mais polpuda, em razão dos salários e das luvas milionárias que recebem pela transferência.

Resta saber a reação destes jogadores se tivessem seus salários suspensos por seus clubes enquanto agem de má-fé e de forma anti-profisional.

Será que entenderiam e acatariam tal decisão de forma amigável?

7 comentários:

  1. Por isso eu não gosto de futebol :D
    Ótimo blooog ;D

    http://tiomah.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Cara, não entendo nada de futebol, não sei quem são os candangos e por aí vai. O fato é que eles ganham um dinheiro desgramado e a moral e os bons costumes estão em baixa... Fazer o q, né?
    Bjocas

    ResponderExcluir
  3. Por quê o dinheiro transforma tudo.

    Eu não vejo o menor sentido no futebol como é, esse comércio de pessoas, essa compra de talentos.

    Esporte, pra mim, não pode ser empresa.

    Ridículo. Esporte é corpo e mente, saúde e uma série de coias, mas como há audiência e torcida para isso, ok.

    ResponderExcluir
  4. eu só acho uma coisa. Sabe quem é a errada da história?? Eu...quem mandou eu estudar.....estudei e nunca vou ter o salário desses caras que muitas das vezes nem terminaram o ensino médio. Esse é o nosso Brasil...

    mitti

    ResponderExcluir
  5. Só fico pensando uma coisa: se os jogadores de futebol tivessem que se sacrificar apara praticar o esporte, assim como vários atletas olímpicos, duvido que teria toda essa murrinha. Muitos jogadores ficam deslumbrados com os elevados salários, mulheres e fortuna - é aí que mora o problema. Parabéns pelo texto!

    Abraço,

    =]

    -------------------
    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá! passa lá no blog que tem desafio pra voce!

    abraços


    Tesouros da Lê

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.