9 de fevereiro de 2009

Em Brasília, 19 horas!

Este é o título do livro que acabo de ler.
Muito bom. Interessantíssimo!
Uma verdadeira aula de jornalismo.
De autoria do jornalista Eugênio Bucci, conta a trajetória do mesmo a frente da Radiobrás, empresa estatal da qual foi presidente durante o primeiro mandato do presidente Lula, de janeiro de 2003 até os primeiros meses de 2007.

A Radiobrás, uma empresa pública de comunicação, é a responsável pelo famoso programa radiofônico, entre outros, “A voz do Brasil”, que se inicia exatamente com o bordão do título deste texto.

Neste livro, Eugênio Bucci conta os bastidores do poder no que diz respeito a guerra entre a chapa-branca e o direito à informação no primeiro governo Lula.
Na realidade, Bucci demonstra o perfil de uma empresa que, historicamente, está voltada aos interesses dos governantes e poderosos situacionistas ao invés de prestar um dos mais valiosos serviços de uma sociedade democrática e republicana. Qual seja, o direito à informação para o cidadão.

Mas não a informação viciada e governista que a Radiobrás praticava.
E sim a informação objetiva e imparcial que muni o cidadão de subsídios para tomar sua decisão livremente.

Foi assim que o autor trabalhou arduamente durante quatro anos na busca de dar a uma empresa pública de comunicação uma direção apartidária, impessoal, no intuito de servir a sociedade com o direito à informação objetiva.
Na foi fácil. Mas a impressão é que se o objetivo de Bucci não foi 100% atingido, ficou muito próximo disso.

A satisfação do dever cumprido e o reconhecimento de que o governo Lula possibilitou tal feito, ao lhe dar liberdade de atuação dentro da Radiobrás, não esconde os diversos “rounds” travados com aqueles que visavam fazer, ou melhor, manter a Radiobrás como uma empresa a serviço do governo de modo a defendê-lo e a preservar a imagem de seus integrantes.
E, registre-se, entre estes que viam a estatal como um órgão a serviço da promoção e exaltação governista havia gente graúda, entre elas ministros de Estado. O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, era um deles.

Porém, como afirmei acima, Bucci usa de uma experiência pessoal e dos acontecimentos mais interessantes para dar uma verdadeira aula de jornalismo sério, ético e profissional, feito para o cidadão, como deve ser.

Para tanto, termino este breve texto com uma passagem do livro que julgo ser emblemática:

“Nenhuma sociedade avança na direção da justiça social se não eleger a liberdade de imprensa como bem maior. Sem relativizações.”



Por : Pedro Rossi

39 comentários:

  1. nesta ultima frase vc resumiu bem

    relamente nenhuma sociedade avança na direção da justiça social

    ResponderExcluir
  2. a voz do brasil tem vez q enche o saco

    tem vez q qro ouvir algo e to fl isso!

    ResponderExcluir
  3. Não sei...é um assunto controverso. Sempe acreditei que "liberdade de imprensa" não passasse de um eufemismo burguês. Não creio nela. A censura, muitas vezes velada, ainda existe. O que dizer da blindagem de Ronaldo Fenômeno no caso os travestis? Não é censura? Não permitir ao público que saiba a real verdade não é uma forma de segregar-lhe informação? Está no mesmo nível da veiculação "imprópria" da Radiobrás. Quando o Congresso abafa um caso de falta de decoro parlamentar não é censura? Claro que sim.

    Morei algum tempo na europa e percebi que em países como França e Inglaterra, a censura é poderosa, mas eles se dizem democráticos. Nos EE.UU., a democracia é dita com a boca cheia, há liberdade de expressão, mas não significa, em absoluto, que as palavras do americano médio influam em algo.
    Poder exprimir-se não é liberdade total. Ser ouvido, sim.

    Valeu a postagem, camarada.
    Sou da época em que Eugenio Bucci escrevia resenhas de cinema para a SET, nos anos 80.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Gostei do post, seu blog tá bem maneiro.

    http://noticiapop.com

    Tudo sobre os famosos no Brasil e no mundo.

    http://noticiapop.com

    ResponderExcluir
  5. Como disse o camarada ali de cima,nenhuma sociedade caminha para justiça social,ainda mais aqui,Brasilia,capaital da pornografia politica !!!

    ResponderExcluir
  6. Gostei desta resenha sucinta, muito boa deu até vontade de ler e adquirir tal obra!

    ResponderExcluir
  7. Bem resumdo!
    bom noticiario..rsrs



    Se puder passa no meu blog:

    http://paginadacomedia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. interessante vou procurar este livro
    http://ateparadebater.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Muito boa indicação! Não podemos deixar de exaltar liberdade de imprensa de maneira uniforme sem viés a todos os brasileiros!
    Fabio

    ResponderExcluir
  10. Falando especificamente da 'voz do Brasil', acho-a interessante e HOJE ela é imparcial, não tem caráter chapa-branca de outrora. As vezes até ouça.

    Mas na maioria... Eu desligo o rádio coloco um CD no carro.

    O único problema dela é ser obrigatória.

    ResponderExcluir
  11. bacana a descriçao que tu faz sobre o livro, ele parece nos encinar muito... mais este naun é meu tipo de livro(acho que é por isso que naun sou tao esperto)...

    gostei da postagem, livros sobre o governo brasileiro, livros sobre o Brasil? sera que é tao bom assim, ou é apenas uma jogada de "markting"

    abraçao

    ResponderExcluir
  12. Só pela última passagem do livro que vc postou, acredito que já deva valer a pena...

    Quando era criança, eu odiava a "voz do brasil"...rsrsrs...era só ouvir o início que já me dava nos nervos...rsrsrs

    abs

    ResponderExcluir
  13. Gostei do titulo. Vou procurar por aqui. *-*

    http://tiomah.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Eu tenho um amigo que ta lendo esse um livro mais ou menos parecido com esse ai, nem lembro o nome, não dei valor, mas ele disse que depois que tá lendo, passou a ver o mundo, em particular o brasil, com outros olhos.

    Eu hein?!

    ResponderExcluir
  15. Okay, nunca gostei do "A voz do Brasil" , mas me interessei pelo livro depois de ler esse seu post. vou procrurá-lo.

    ResponderExcluir
  16. O último livro que li foi "filho eterno" de Cristóvão Tezza. A obra relata o problema existencial de uma pai frente ao problema que chega em vida: um filho com síndrome de Doen. O livro demonstra como o lado psicológico do pai enfrenta a situação... Esse livro que indicaste não faz parte das leituras que gosta...

    ResponderExcluir
  17. poxa o livro kee eu to lendo é o senhor dos aneis =3
    kkk

    mais parece ser mt interessante! talvez até o leia! =D

    bjO

    ResponderExcluir
  18. em pelotas 13 horas - 42 anos e nunca ouvi a voz do brasil...uma dica...joelho de porco - a ultima voz do brasil - 1981 - se tu quiser dar uma escutada nesta cançao. abraços

    ResponderExcluir
  19. Confesso não ser grande apreciador desses conhecimentos, mas como fugir disso sendo cidadão. Em relação ao livro, vou recomendá-lo a uma amiga... ela vive dizendo que não acha livros jornalísticos e, se você disse que esse é uma aula de jornalismo, tá falado.

    ResponderExcluir
  20. Interessante mesmo, ainda mais pra quem, assim como eu, pensa em cursar jornalismo. É um tema que se destina à toda a sociedade, e que reflete a hipocrisia de alguns documentários.

    Quanto ao livro, boa dica.

    ---------------------------------

    www.tonblogando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. depois que vi o caso do deputado do castleo ontem... afff fico mais indignada com Brasilia....

    parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
  22. Essa ultima frase foi foda cara

    http://ownedando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. se livro deve ser um soco no estomago de muita gente!

    ResponderExcluir
  24. Muito interessante seu post...
    Esse livro acaba de entrar na minha lista dos próximos a serem lidos.

    Parabéns

    Abraçosss

    ResponderExcluir
  25. Rpz, tava até querendo falar com vc6.
    Eu quero add o blog de vc6 nos meus favoritos, já tentei mas não aparece o link do jeito normal, sempre dá algum tipo de erro.
    Mas gosto muito do blog de vocÊs!
    --------------------------------
    http://duventublog.blogspot.com/

    Levi Ventura

    ResponderExcluir
  26. Eu prefiro Paulo Coelho... Mas quanto mais informação melhor, né?

    ResponderExcluir
  27. É impressionante a qualidade da informação presente no blog 30 e poucos anos. Coisa rara de se encontrar na internet, informação de qualidade, aqui ela é distribuida a fartura.

    ResponderExcluir
  28. Olá tem um selo no meu blog pra vc!

    http://wwwjanineribeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Ola...

    Obrigado por ter participado da SEMANA ESPECIAL Charles Darwin no Blog ProudBrasil.

    O segundo post desta polêmica semana especial já está no Blog.

    Acesse: http://proudbrasil.blogspot.com/
    e defenda a sua opinião sobre este controverso tema.

    abrsss

    ResponderExcluir
  30. Se a liberdade de imprensa for dada à imprensa da laia onde eu moro... é melhor não tê-la.
    Mas com certeza, o Jornalismo quando praticado na sua essência, deve ser completamente livre. O que seria de nós sem ele? Só que hoje já se deturpou tanto o conceito de jornalista, que a gente acaba é perdendo a crença mesmo...
    Vou ter q procurar esse livro


    Abraço
    http://falandoprasparedes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. o livro deve ser realmente bom.
    seu comentário sobre ele me deixou me despertou ao asunto. abraço.

    brunoupload.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Oi, Erich!

    Já li esse livro e ele não é só uma aula de radiojornalismo cidadão e apartidário, como faz com que os produtores de notícias questionem o jornalismo político e público. òtima dica de livro, viu! Adorei e assino embaixo.

    Abraço

    ResponderExcluir
  33. opa so passei q tem um selo com o nome do seu blog p/ vc

    http://sonabrisa.nomemix.com/

    aproveite e comente algumas postagens
    abraço!!!
    xD

    ResponderExcluir
  34. Vou ler.

    Bem pq não perco um programa..... A DO RO a hora do brasil....

    Quando não posso ouvir peço para minha mamy gravar no tape deck CCE do 3 em 1 dela......ae escuto antes de dormir.

    muito bom.

    ResponderExcluir
  35. Eugênio Bucci é um grande jornalista e acima de tudo um ótimo professor. Ele dava aulas de telejornalismo na UNINOVE para os alunos de jornalismo, infelizmente eu não peguei essa época mas ele deixou saudades. Ainda vou ler esse livro, está na minha lista.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  36. mas agora a voz do Brasil não é feita pela radiobrás mais não.. ou ainda é? ou sei lá!

    ResponderExcluir
  37. Ótima dica, esse livro muito bom.

    Abração

    ResponderExcluir
  38. É estranho pensar em uma rádio estatal, que seja apartidária.Com certeza Bucci, deve ter lutado muito pela liberdade de imprensa.

    ResponderExcluir

Por favor ... deixe seu comentário.