30 de novembro de 2008

Minutos de estupidez...ou sabedoria?

SOLTE a franga,
Rode a baiana,
Suba nas tamancas,
Chute o pau da barraca,
arrebente a boca do balão,
mate a cobra e mostre o pau,
meta o pé na porta,
enfie o pé na jaca,
caia na gandaia,
bote pra quebrar,
senta a pua,
manda bala,
cometa loucuras,
abrace o capeta,
entorne o caldo,
baixe o santo,
desça a lenha!!!!!
Agora acooooorda
e vai trabalhar seu bundão !!!!!



Por : Erich
Inspirado em texto do livro " minutos de estupidez "

…leia mais

28 de novembro de 2008

Na era das fusões!

Marcada pela grande sabedoria estratégica do palácio do planalto, que correu para aprovar a MP 443 dando poderes a Caixa Econômica e o Banco do Brasil a comprar bancos menores, o governo implanta mais uma medida de “incentivo” as instituições financeiras contra a crise. Tal medida, obviamente já explicitada pela imprensa, possibilita a compra da Nossa Caixa (do governo paulista) pelo Banco do Brasil. A negociação mostra a união do útil ao agradável. De um lado o governador Serra (SP) com sede de fazer caixa para sua administração e do outro o governo federal que, com as melhores das intenções possíveis, compraria o Banco Paulista. Porém, caros, como já nos disseram alguma vez: “de boas intenções o inferno está cheio”. Iniciado pela “fusão” do Itaú com o Unibanco, o governo corre para engolir Bancos, não deixando o BB cair para 3º lugar no ranking.

Associar essa medida a algum tipo de socorro ou ajuda não faz o menor sentido. Pelo que sabemos a Nossa Caixa anda muito bem das pernas, com carteira de crédito interna bem consolidada, cerca de R$54bi em ativos e sendo, principalmente, um braço importante para o governo do Estado. Como relata o Jornal Valor Econômico (20/11/08), a Nossa Caixa aumentará em R$ 30bi a capacidade do BB em fazer empréstimos e será vendido por cerca de R$ 5,38bi. Com isso, o BB dará um passo importante em relação ao Bradesco e ganhará de “brinde” uma influência grande no quadrilátero formado pelas cidades de Santos, Ribeirão Preto, Botucatu e Taubaté. Englobando, também, outras 185 cidades que formam um PIB maior do que da Argentina.

Feliz será José Serra que além de poder utilizar esse dinheiro para investimentos no metrô e trens urbanos orçados em R$ 18bi possui mais uma carta na manga. A saber, o leilão de venda da CESP (Companhia Energética de São Paulo), que tanto insiste.

Claramente, os integrantes do governo sabem da importância da compra para o BB e também que é muito difícil o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) considerar monopólio ou cartel no mercado bancário brasileiro, principalmente pelo número de instituições menores que existem. Mas a grande questão é saber até onde esse movimento chegará. Não se sabe ao certo. Porém, segundo o Banco Central, o nível de concentração passa a ser de cerca de 86 % do mercado nas mãos dos 5 maiores bancos. O que poucos comentaram quando saiu a suposta “fusão” do Itaú com o Unibanco (compra via troca de ações, na realidade), é que o mercado seria impulsionado para uma nova fase. Não se soube exatamente se o Unibanco sofreria descapitalização se continuasse sozinho no mercado. O Banco antecipou a divulgação de seus balanços trimestrais para acalmar seus acionistas e provou que apesar da parceria de parte do banco com a AIG, a instituição estava bem controlada. Também existe um boato de que a família Moreira Salles queria se desfazer da instituição há alguns anos. O Itaú “papou-o” disparando no ranking do país com cerca de R$ 509bi em ativos, se tornou 6º maior banco nas Américas e 14º no mundo (incluindo as gigantes Asiáticas), além de líder em vários segmentos no Brasil, deixando “bronca” para os outros grandes.

Por fim, esse panorama persistirá até que aconteça a consolidação bancária do mercado brasileiro, como ocorreu lá fora. Existem várias possibilidades e há ainda a chance de que haja inúmeras alterações no ranking enquanto houver o desaquecimento mundial. A ironia, guardadas as devidas proporções e avaliações, é acreditarmos que o “alto” planalto mostrou a Hank Paulson (Secretário do Tesouro Americano) e a toda a cúpula do FED (Banco Central Americano) como fazer um pacote de “ajuda” aos bancos.



Texto enviado pelo colaborador Fabio Lopes

…leia mais

27 de novembro de 2008

A música certa para o momento certo

Musica do absorvente: "De baixo dos caracóis dos seus cabelos..."(Caetano Veloso)

Música do Japonês Excitado: "Meu pintinho amarelinho, cabe aqui na minha mão..."(Gugu Liberato)

Música do Surdo: "Eu presto atenção no que eles dizem, mas eles não dizem nada!" (Engenheiros do Hawaii)

Música do Mudo e do Surdo: "Eu quis dizer, você não quis escutar!" (Paralamas do Sucesso)

Música do Cego: "Não vejo nada, não consigo apagar a luz!" (Adriana Calcanhoto)

Música do Leproso: "Jogue as suas mãos para o céu..."(Kid Abelha)

Música do Sexo Anal: "Quero ver você não chorar, não olhar pra trás, nem se arrepender do que faz. Quero ver o amor crescer, mas se a dor nascer, você resistir e sorrir!!!"(Jingle de final-de-ano)

Música do Pão Duro: "Amanhã de manhã, vou pedir UM café pra nós DOIS!" (Roberto Carlos)

Música do Surfista Tarado: "COMO uma onda no mar!"(Lulu Santos)

Música da Virgem: "Como é que uma coisa assim machuca tanto..."(Só Pra Contrariar)

Música do Epilético: "... o corpo estremece, as pernas desobedecem..."(Araketu)

Música da Mulher aos 40 Anos: "Nada do que foi será, de novo de um jeito que já foi um dia..."(Lulu Santos)

Música da menstruação atrasada: "A semana inteira, fiquei esperando..."(Tim Maia)


Recebido por e-mail
Por : Erich

…leia mais

26 de novembro de 2008

Melhor médico, impossível.

Esse é o médico...!

Com certeza a agenda dele deve estar lotada até 2010!
Dr. Paulo Ubiratan, de Porto Alegre, RS, em entrevista a uma TV local, foi questionado sobre vários conselhos que sempre nos são dados...

Pergunta: Exercícios cardiovasculares prolongam a vida, é verdade?
Resposta: O seu coração foi feito para bater por uma quantidade de vezes esó... não desperdice essas batidas em exercícios. Tudo gasta-se eventualmente. Acelerar seu coração não vai fazer você viver mais: isso écomo dizer que você pode prolongar a vida do seu carro dirigindo maisdepressa. Quer viver mais? Tire uma soneca !!!

P: Devo cortar a carne vermelha e comer mais frutas e vegetais?
R: Você precisa entender a logística da eficiência... .O que a vaca come? Feno e milho. O que é isso? Vegetal. Então um bife nada mais é do que um mecanismo eficiente de colocar vegetais no seu sistema. Precisa de grãos? Coma frango.

P: Devo reduzir o consumo de álcool?
R: De jeito nenhum. Vinho é feito de fruta. Brandy é um vinho destilado, oque significa que, eles tiram a água da fruta de modo que vc tire maiorproveito dela. Cerveja também é feita de grãos. Pode entornar!

P: Quais são as vantagens de um programa regular de exercícios?
R: Minha filosofia é: Se não tem dor...tá bom!

P: Frituras são prejudiciais?
R: VOCÊ NÃO ESTÁ ME ESCUTANDO!!! ...
Hoje em dia a comida é frita em óleo vegetal. Na verdade ficam impregnadas de óleo vegetal. Como pode mais vegetal ser prejudicial para você?

P: Flexões ajudam a reduzir a gordura?
R: Absolutamente não! Exercitar um músculo faz apenas com que ele aumentede tamanho.

P: Chocolate faz mal?
R: Tá maluco? !!!! Cacau!!!! Outro vegetal!! É uma comida boa pra se ficarfeliz !!! E lembre-se: A vida não deve ser uma viagem para o túmulo, com a intenção de chegar lá são e salvo, com um corpo atraente e bem preservado. Melhor enfiar o pé na jaca - Cerveja em uma mão - tira gosto na outra - muito sexo e um corpo completamente gasto, totalmente usado, gritando:
VALEU !!! QUE VIAGEM!!!

P S.: SE CAMINHAR FOSSE SAUDÁVEL O CARTEIRO SERIA IMORTAL...!




Por : Erich
Recebido por e-mail

…leia mais

25 de novembro de 2008

Quando foi a última vez?

Não existe uma melhor idade, acredito que sempre é tempo de se realizar. Basta que olhemos além daquilo que foi deixado e nos confrontemos com um amargo sentimento de culpa.
Agora lhes pergunto:

- Quando foi a última vez, que realizaram algo pela primeira vez?

Se, notória e diariamente atrasamos nosso presente, enganando a nós mesmos da pior forma possível, da forma consciente!

E vos inquiro ainda mais:

- Quando foi a última vez, que buscaram auto-satisfação?

Naquele egoísmo saudável. Concretizando planos, de um ontem qualquer.

Por isso peço-lhes, que reflitam sobre os vossos anseios, para que percebam o quão assombroso é, o tão pouco que desfrutamos.

E assim vejam, a incessante culpa que conferimos ao pobre e inocente tempo. Que, diante de nossas quimeras, só deveras culpado é, por não ser mais lento.


Por : Rafael C. Wicher

…leia mais

24 de novembro de 2008

As reformas de que o país precisa, e que tardam a acontecer.

Em virtude da votação da proposta de reforma tributária na comissão especial que trata do tema, nesta semana, cabe discutir o curso das reformas básicas a serem feitas em nosso país.

O presidente Luis Inácio Lula da Silva saiu das urnas, em 2006, com uma aprovação popular bastante considerável. Ainda mais se considerado as turbulências políticas pelas quais seu primeiro governo atravessou, com destaque para o caso do “mensalão”.

Em vista disso, e do crescente aumento de popularidade por que passa seu segundo mandato, o presidente Lula tem não só legitimidade suficiente como, também, bastante força política perante a população, de modo geral, e o Congresso para realizar as reformas estruturais que o país precisa. Sendo esta, aliás, uma das principais funções, senão a principal, de um presidente da república eleito por mais da metade dos cidadãos de uma nação.

Porém, passados praticamente dois anos de seu segundo mandato, as reformas engatinham. Afinal, tudo é motivo para trancar a pauta do Congresso ou travar as negociações com os parlamentares. Medidas Provisórias, nem sempre urgentes e relevantes, escândalos políticos, como o caso Renan Calheiros, eleições municipais...

E, enquanto isso, o país perde tempo precioso diante da inépcia do governo federal e dos intermináveis lobbys e jogos políticos dos parlamentares.

O país precisa, urgentemente, de reformas estruturais tributárias, previdenciárias, agrárias, políticas e trabalhistas. Algumas mais que outras, mas todas necessárias.
A reforma agrária é, provavelmente, a mais importante e ao mesmo tempo a mais improvável, para não dizer impossível. Importante por de fato ser a REFORMA capaz de alterar as estruturas sociais de um país extremamente desigual e miserável. Improvável por tocar no setor mais conservador e poderoso da sociedade brasileira.

As reformas previdenciária e trabalhista interferem na maior e mais ativa parcela do povo brasileiro e, por isso, requerem bastantes cuidados. Principalmente porque necessitamos de reformas modernas, no sentido de atualizadora, e duradouras.

A reforma política, por sua vez, tem um ambiente bastante propício em decorrência do escândalo do “mensalão”. Mas como altera as regras e os direitos políticos da classe política brasileira, muito bem acomodada com a estrutura atual, é bem provável que os encarregados de realiza-la, ironicamente a própria classe política, evoquem as desculpas cabíveis e incabíveis para que este momento favorável passe. Neste caso, em particular, me esforçarei para trazer aos leitores as principais propostas e discussões que vêm sendo tratadas sobre o tema nas semanas seguintes.

Por fim, a reforma tributária. Esta mexe com todas as instâncias do poder brasileiro pois interfere na arrecadação da União, dos Estados e Municípios. O que faz com que seja a reforma que requeira a maior negociação política de todas. Afinal, tem o condão de alterar os recursos financeiros de todos os entes da federação. Mas, mais que isso, a reforma tributária é de vital importância para o país pois é a chave da reorganização da estrutura social brasileira, bastante desigual, se levarmos em conta que a reforma agrária é pura utopia.
Sendo assim, exponho abaixo os principais pontos discutidos e votados, nesta semana, na comissão especial da reforma tributária:

Carga tributária: a comissão rejeitou emenda que propunha a redução gradual da carga tributária no país.

Apresentada por Paulo Bornhasen (DEM-SC), a emenda sugeria uma poda de 1% ao ano: 0,6% sobre tributos federais, 0,3% sobre impostos estaduais e 0,1 sobre os municipais.

A redução vigoraria por oito anos. O relator Sandro Mabel atacou: "Gostaria de poder fazer uma redução de carga tributária por lei, decreto ou emenda; mas, pelo que estudei [...], não é assim que se faz".

Parcelamento: na calada da madrugada, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tentou enganchar na reforma tributária uma emenda com cara de escândalo.

Propunha o parcelamento de dívidas tributárias de sonegadores. O relator Sandro Mabel revelou-se simpático à idéia.

Levada a voto, a emenda foi rejeitada. Ao anunciar o resultado, Antonio Palocci (PT-SP) disse: “Por unanimidade”.


Zona Franca: aprovou-se emenda que prorroga por 20 anos (até 2033) os incentivos fiscais para a zona de livre comércio de Manaus.

Cesta básica: aprovou-se também emenda que isenta os produtos da cesta básica do pagamento de ICMs.

O relator Sandro Mabel foi contra. Disse que a desoneração imporia “graves prejuízos” aos Estados que produzem alimentos.

O plenário da comissão deu de ombros. Prevaleceu o argumento de que a isenção da cesta básica beneficia os consumidores pobres.

Contribuições: A proposta de Sandro Mabel autorizava a criação de novas contribuições por meio de lei complementar.

PDT e PSDB subiram no caixote. Alegaram que contribuições como a extinta CPMF só podem ser criadas por emenda constitucional.

Qual é a diferença? Leis complementares são mais fáceis de aprovar no Congresso. Emendas constitucionais exigem votações com quórum mais alto.

Modificou-se o texto de Mabel. Novas contribuições dependem de emendas à Constituição, mais difíceis de aprovar.

Minérios: rejeitou-se emenda do PSDB. Propunha a exclusão do artigo que eleva de 2% para 3% os royalties cobrados sobre a extração de minério. Que passam a incidir sobre o faturamento bruto das mineradoras, não mais sobre o fatruamento líquido.

Softwares: a proposta de Sandro Mabel instituiu a cobrança de ICMs nas operações de venda de softwares (programas de computador).

O PSDB apresentou emenda para retirar a novidade do texto. Foi rejeitada pela comissão. Mabel, porém, comprometeu-se em reabrir as negociações antes da votação no plenário da Câmara.

Reciclagem: foi aprovada uma emenda do deputado Rodrigo Rollemberg (PSB-DF). Isenta de ICMs a comercialização de sucata usada como matéria-prima para reciclagem.

Não sei não, mas me parece que há questões importantes que faltam ser discutidas. Como, por exemplo, a simplificação do sistema tributário brasileiro. Afinal, sua complexidade é extremamente desfavorável ao povo brasileiro.

Ademais, vale destacar que tal proposta ainda precisa passar pelo crivo do Congresso brasileiro. Ou seja, o caminho a percorrer ainda é bastante árduo.




MP 466 - Escândalo Filantrópico

Felizmente, parece que o governo voltou atrás em mais um de seus arroubos corruptos. Como diz Josias de Souza, em seu blog, Lula parece ter feito as pazes com o bom senso. O presidente, a bem da verdade emparedado pelo presidente do Senado Garibaldi Alves, que devolveu a Medida Provisória (MP) 466 de pronto, providencia a extirpação do pedaço podre da MP. A saber, a anistia a entidades enroladas em irregularidades.
Que o presidente passe a usar seu bom senso com mais freqüencia.
O povo brasileiro agradece.

OS: as informações sobre os pontos discutidos e votados pela comissão especial da reforma tributária e sobre a provável alteração da MP 466 foram retiradas do blog do Josias de Souza, da Folha Online. Veja link abaixo:
http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/





Por : Pedro Rossi

…leia mais

21 de novembro de 2008

Crise??? que crise ???

Imagens dos operadores da bolsa americana .... O que será que estão pensando ???













…leia mais

19 de novembro de 2008

Enfim ela dança !!!

Uma valsa começa quando ela entra

Tira o cabelo da face
Vira para a janela para procurar pela luz do luar
Até a sua sombra tem graça

Uma valsa para a garota que está fora do meu alcance

Ela levanta suas mão para o céu
se move com a música
A canção é sua amante e a melodia a faz chorar

Então ela dança
Indo e vindo, de um lado para outro, se aproximando da multidão

A paixão esta me chamando silenciosamente

Uma nova valsa começa pela chance que eu devia aproveitar
Mas como eu saberei por onde começar?

Ela está rodopiando entre constelações e sonhos
O seu ritmo está batendo no meu coração

Eu não posso assistir para sempre
Quando eu fecho meus olhos posso ver que as luzes estão brilhando sobre eu e você
Nós temos o chão e você em meus braços
Como eu poderia pedir por mais?

Então ela dança

Então, abro os olhos, desisto dessa visão só para contar a ela

Que a valsa do amor é de mim para ela.


Baseado na música So She Dances de Josh Groban
clique aqui para ver o video no Youtube
Por Erich Pontoldio em um momento inspirado.

…leia mais

18 de novembro de 2008

Você Acredita em Anjos?



Eu já te esperava antes mesmo de você existir. Estive presente durante o seu nascimento. Algumas vezes, você me sentiu como um palpite, outras, como um forte pressentimento.

Eu acompanhei todo o seu progresso, mas de fato, não estive presente. Nunca soprei a resposta de uma prova, mas já te livrei de alguns acidentes.

Eu fui o seu escudo invisível, aquele que enxugou seu pranto quando preciso. E cantei infinitas noites para você dormir, sonhando que por um milagre pudesse me ouvir.

Mas então um dia, algo estranho aconteceu. Por alguns instantes, você me sentiu de verdade. Pela primeira vez senti seu olhar dirigido a mim, e não perdido num espaço qualquer.

Você sorriu e piscou, acariciou minhas asas e me beijou. Finalmente eu podia sentir você, eu sempre te amei como anjo de Deus.

Fiquei ali, perdido naquele momento, quando de repente me senti humano. Minhas lágrimas escorriam a todo instante, mas dessa vez era você, que enxugava o meu pranto.

Porém, nada disso fazia sentido, anjos da guarda não tem livre arbítrio. Foi então que dos céus veio à explicação, amar você, sempre foi minha missão.



Por Rafael C. Wicher

…leia mais

17 de novembro de 2008

MP 466 - Escândalo Filantrópico

MP 466 - Escândalo Filantrópico

O governo federal e o ministro Patrus Ananias, responsável pela pasta do Desenvolvimento Social e, por conseguinte, pelo projeto bolsa família, cometeram um gravíssimo erro na segunda-feira, 10/11/2008. Editaram a Medida Provisória (MP) 466, que premia a desonestidade e o roubo aos cofres públicos.
Vale ressaltar que a Medida Provisória adquire força de lei assim que editada. O fato, porém, é que as MPs são editadas unilateralmente pelo poder executivo. Ou seja, o executivo idealiza, cria e torna determinada lei vigente no mundo jurídico com a simples assinatura do presidente da República, sem que a mesma passe pelo processo legislativo. É verdade que ela deve ser apreciada pelo Congresso em até 60 dias, que assim a acata ou rejeita. Entretanto, muitas vezes o estrago já esta feito pois seus efeitos legais ocorrem logo que ela é editada pelo chefe do executivo. E, remedia-los, nem sempre é possível.
Pois bem, voltando ao objeto da nossa discussão, a MP 466 anistia diversas entidades, leia-se grandes empresas, que apresentam irregularidades filantrópicas. Ou seja, aproximadamente 2000 entidades que foram investigadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, na “Operação Fariseu”, e que apresentaram irregularidades nas isenções fiscais que possuem em prol de benefícios sociais, de responsabilidade originária do Estado, foram beneficiadas com a MP 466.
Em outras palavras, estas entidades com problemas filantrópicos são acusadas de usufruir os benefícios fiscais sem dar a contrapartida necessária, qual seja, a benemerência social. Pois então, estão sonegando impostos. E devem sofrer as sanções cabíveis por isso. Mas o governo federal, por meio da MP 466, comete ato altamente ímprobo ao dar uma canetada e, simplesmente, passar a borracha nestas sonegações. Lamentável!
O montante das irregularidades resultam em um desfalque aos cofres públicos de aproximadamente R$2 bilhões. É MUITO dinheiro.
E a justifica é das mais absurdas, desfaçatez pura. Dizem que “há processos em demasia no ministério de Patrus. E não haveria nem tempo nem gente disposta a julgá-los”, nas palavras de Josias de Souza.
Por sorte, o blog de Josias de Souza, da Folha Online, noticia neste final de semana que diante da forte pressão contrária à MP 466, entre elas do presidente do Senado, Garibaldi Alves, que cogita até questionar a MP no Supremo Tribunal Federal (STF), em ela sendo aprovada no Congresso, o Planalto já pensa seriamente em alterar o texto da MP.
Resta saber, porém, se além de realmente alterar o texto, o governo federal agirá de forma minimamente decente e exigirá a prestação de contas destas entidades supostamente irregulares e as sanções cabíveis em se confirmando a sonegação fiscal delas.
Abaixo o link do blog do Josias de Souza, completíssimo diário sobre os bastidores do poder com notícias quentinhas sobre este e outros assuntos ligados ao mundo da política.
Os posts sobre a MP 466 e o Escândalo Filantrópico encontram-se nos dias 15 e 16/11/2008 do blog do Josias. Esperamos novidades, boas, nesta segunda-feira (17/11/2008).
http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/


Ironias

O PT critica freqüentemente a política de privatizações tucana.
Alega que em muitas delas, telefonia por exemplo, as concessões foram realizadas a preços abaixo do valor de mercado, fazendo com que o erário saísse prejudicado
Como se viu, por exemplo, na disputa presidencial de 2006, entre Alckmin e Lula.
Já o PSDB defende, por vezes de forma enrustida, suas privatizações.
Não raras vezes, também, critica veementemente o inchaço da máquina pública promovida pelo PT e pede a diminuição dos gastos correntes a cargo do governo atual.
Pois bem, não é que a Nossa Caixa, banco do Estado de São Paulo, sob o comando do tucano José Serra, está praticamente vendida para o Banco do Brasil. Este último, uma instituição financeira da União Federal, comandada pelo petista Lula.
Ou seja, você pega seu dinheIRÃO ai, aproximadamente R$6 bilhões de reais, que eu aumento os ativos e o tamanho da minha instituição financeira aqui e ta tudo certo.
Afinal, o governo tucano se desfaz de uma empresa estatal, mas em favor de outra. Ou seja, não há o que se falar em privatização e ainda ganha muuuuuito dinheiro em caixa.
E todos ficam felizes, até 2010.
Ê dinheiro público, que MARAVILHAAAAA!!!!!!!!

Obs: se usado CORRETAMENTE!



“O homem é PhD no que se refere a “fazer merda”.

Com esta frase o amigo Fabio Lopes definiu bem o atual, ainda bem que por pouco tempo, presidente americano George Bush em seu texto, publicado neste blog no dia 05/11/2008, intitulado “Multipolaridade?”.
Pois não é que na semana que passou Bush fez jus, mais uma vez, a frase acima.
Bush disse, dias antes do encontro do G20, que a crise econômico-finaceira por que passa o mundo não deve ser motivo para abalar o capitalismo e seus preceitos históricos, notadamente o livre comércio, pois só assim o mundo pode continuar crescendo vigorosamente. Ou seja, disse que a crise não é motivo para mudar as regras, ou melhor, a ausência de regras do mercado financeiro e que uma maior regulação deste mercado acarretaria prejuízos ao crescimento econômico mundial.
Espero que no dia 20 de janeiro próximo o já ex-presidente George Bush volte ao seu milionário rancho no Texas e de lá nunca mais saia.
Por : Pedro Rossi

…leia mais

16 de novembro de 2008

BAR X ACADEMIA

Por que será que é mais fácil freqüentar um bar do que uma academia?
Para resolver esse grande dilema, foi necessário freqüentar os dois (o bar e a academia) por uma semana. Vejam o resultado desta importante pesquisa:

Vantagem numérica:
- Existem mais bares do que academias.
Logo, é mais fácil encontrar um bar no seu caminho.
1x0 pro bar.

Ambiente:
- No bar, todo mundo está alegre. É o lugar onde a dureza do dia-a-dia amolece no primeiro gole de cerveja.
- Na academia, todo mundo fica suando, carregando peso, bufando, fazendo cara feia, pensando na própria bunda e se preocupando com metas, programas e gorduras.
2x0.

Amizade simples e sincera:
- No bar, ninguém fica reparando se você está usando o tênis da moda. Os companheiros do bar só reparam se o seu copo está cheio ou vazio.
3x0.

Compaixão:
- Você já ganhou alguma saideira na academia?
Alguém já te deu uma semana de ginástica de graça?
- No bar, com certeza, você já ganhou uma cerveja 'por conta'.
4x0.

Liberdade:
- Você pode falar palavrão na academia?
5x0.

Libertinagem e democracia:
- No bar, você pode dividir um banco com outra pessoa do sexo oposto, ou do mesmo sexo, problema é seu...
- Na academia, dividir um aparelho dá até briga.
6x0.

Saúde:
- Você já viu um 'barista' (freqüentador de bar) reclamando de mensalidade , de música horrível que é obrigado a ouvir, de dores musculares, joelho bichado, tendinite, problemas na coluna?
7x0.

Saudosismo:
- Alguém já tocou a sua música romântica preferida na academia?
É só 'bate-estaca' , né?
8x0.

Emoção:
- Onde você comemora a vitória do seu time?
No bar ou na academia?
9x0.

Memória:
- Você já aprontou algo na academia digno de contar para os seus netos?
10x0 pro BAR!!!


Portanto, se você tem amigos na academia, tente salvá-los do mau caminho!


PS: Você já fez amizade com alguém bebendo Gatorade e comendo barrinha de cereal???
ENTÃO, VAMO PRO BAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!





Por Erich

…leia mais

15 de novembro de 2008

O que é um Churrasco?

O churrasco é a única coisa que um homem sabe fazer, mas as vezes a mulher quer ajudar e então de acordo com a visão feminina, ocorre a seguinte cadeia de acontecimentos:

01 - A mulher vai ao supermercado comprar o que é necessário.
(RESPOSTA MASCULINA) Nenhum churrasqueiro, em sã consciência, iria pedir à mulher para fazer as compras para um churrasco, pois ela iria trazer cerveja Kaiser, um monte de bifes, asas de frango e uma peça de picanha de 4,8 Kg que o açougueiro disse ser 'Ótima', pois não conseguiu empurrar para nenhumhomem.

02 - A mulher prepara a salada, arroz, farofa, vinagrete e a sobremesa.
(RESPOSTA MASCULINA) Salada, arroz, farofa, vinagrete e a sobremesa, ela prepara só para as mulheres comerem. Homem só come carne e toma cerveja.

03 - A mulher tempera a carne e a coloca numa bandeja com os talheres necessários, enquanto o homem está deitado próximo à churrasqueira, bebendo uma cerveja.
(RESPOSTA MASCULINA) Bandeja com talheres? Só se for para elas. Homem que é homem come churrasco como tira-gosto e belisca com a mão, oras!.

04 - O homem coloca a carne no fogo.
(RESPOSTA MASCULINA) Colocar a carne no fogo??? Tá louca??? A carne tem que ir para a grelha ou para um espeto que, a propósito, tem que ser virado a toda hora.

05 - A mulher vai para dentro de casa para preparar a mesa e verificar o cozimento dos legumes. (RESPOSTA MASCULINA) Legumes??? Como eu já disse, só as mulheres comem isso num churrasco.

06 - A mulher diz ao marido que a carne está queimando.
(RESPOSTA MASCULINA) Carne queimando??? O homem só deixa a carne queimar quando a mulherada reclama: 'Não gosto de carne sangrando'; 'Isto está muito cru'; 'tá viva??'. Após a décima vez que você oferece o mesmo pedaço que estava ao ponto uma hora antes, elas acabam comendo a carne tão macia quanto o espeto e tão suculenta quanto um pedaço de carvão.

07 - A mulher arranja os pratos e os põe na mesa.
(RESPOSTA MASCULINA) Pratos? Só se for para elas mesmas! Já não falei que homem come como tira-gosto e com a mão??????

08 - Após a refeição, a mulher traz a sobremesa e lava a louça.
(RESPOSTA MASCULINA) Sobremesa? Só se for mais uma Skol. Lavar louça? Só usei meus dedos!!! (e limpei na bermuda).

09 - O homem pergunta à mulher se ela apreciou não ter que cozinhar e, diante do ar aborrecido da mulher, conclui que elas nunca estão satisfeitas.... e que realmente, as mulheres nunca vão entender o que é um churrasco!



Por : Erich

…leia mais

14 de novembro de 2008

Manual do adepto a beber socialmente.

Como agir quando se bebeu demais e está com os seguintes sintomas:

SINTOMA: Pés frios e úmidos.
CAUSA: Você está segurando o copo pelo lado errado.
SOLUÇÃO: Gire o copo até que a parte aberta esteja virada para cima.

SINTOMA: Pés quentes e úmidos.
CAUSA: Você fez xixi.
SOLUÇÃO: Vá se secar no banheiro mais próximo.

SINTOMA: A parede a sua frente está cheia de luzes.
CAUSA: Você caiu de costas no chão.
SOLUÇÃO: Coloque seu corpo a 90 graus do solo.

SINTOMA: O chão está embaçado.
CAUSA: Você está olhando para o chão através do fundo do seu copo vazio.
SOLUÇÃO: Compre outra cerveja ou similar.

SINTOMA: O chão está se movendo.
CAUSA: Você está sendo carregado ou arrastado.
SOLUÇÃO: Pergunte se estão te levando para outro bar.

SINTOMA: O local ficou completamente escuro.
CAUSA: O bar fechou.
SOLUÇÃO: Pergunte ao garçom o endereço de sua casa.

SINTOMA: O motorista do táxi é um elefante rosa.
CAUSA: Você bebeu muitíssimo.
SOLUÇÃO: Peça ao elefante que o leve para o hospital mais próximo.

SINTOMA: Você está olhando um espelho que se move como água.
CAUSA: Você está para vomitar em uma privada.
SOLUÇÃO: Enfie o dedo na garganta.

SINTOMA: As pessoas falam produzindo um misterioso eco.
CAUSA: Você está com a garrafa de cerveja na orelha.
SOLUÇÃO: Deixe de ser palhaço.

SINTOMA: A danceteria se move muito e a música é muito repetitiva.
CAUSA: Você está em uma ambulância.
SOLUÇÃO: Não se mova. Possível coma alcoólico.

SINTOMA: A fortíssima luz da danceteria está cegando seus olhos.
CAUSA: Você está na rua e já é dia.
SOLUÇÃO: Tente encontrar o caminho de volta para casa.

SINTOMA: Seu amigo não liga para o que você fala.
CAUSA: Você está falando com uma caixa de correios.
SOLUÇÃO: Procure seu amigo para que ele te leve para casa.


Repasse essa mensagem para seus amigos bebuns.
Eu já fiz a minha parte...


Por Erich
E-mail

…leia mais

13 de novembro de 2008

Mitos e verdades sobre emagrecimento

1. Comer duas fatias de abacaxi depois das refeições ajuda na digestão de gorduras e ainda joga boa parte delas fora!
Mito
Assim como todos os alimentos ácidos, o abacaxi ajuda na digestão,porém, não interfere na absorção das gorduras. ou seja: não emagrece!

2. Dormir depoir de comer engorda!
Mito
Recentemente, ficou comprovado que repousar 20 minutos após as refeições ajuda na absorção de nutrientes. O que engorda não é dormir, é comer em excesso!

3. Tomar cerveja dá barriga!
Verdade
Cerveja em excesso dilata o estômago e facilita o aparecimento da temida barriga.

4. Forrar o estômago com um copo de vinagre antes das refeições impede que a pessoa engorde com aquilo que vai consumir.
Mito
Além de ser uma mentira, fazer isso pode causar uma irritação noestômago e, com o tempo, se transformar em uma úlcera, pois o vinagre é muito ácido.
5. Um copo de água gelada em jejum emagrece!
Verdade
Não só em jejum. A água gelada queima calorias, pois, para ocontrole da termogênese, o corpo precisa elevar a temperatura da água até 36,7 graus e, para isso, ele gasta uma boa quantidade de calorias.

6. Chupar gelo durante duas horas por dia ajuda a perder peso.
Verdade
Assim como a água gelada, como falamos no item anterior, ajuda a emagrecer, sim. Mas, não precisam ser duas horas seguidas. Bastam alguns minutos por dia (digamos, de 5 a 10, alternados).

7. Passar três dias tomando uma sopa bem ralinha emagrece!
Mito
A pessoa perderá líquido e peso, porém, não eliminará gordura, o que, de fato, seria o mais importante. Além disso, pode deixar o organismo perigosamente fraco.

8. Café de máquina é mais calórico do que o preparado no coador.
Mito
O café é o mesmo em qualquer ocasião. O que pode mudar é a quantidade de açúcar que você coloca nele. E isso, sim, vai fazer com que um ou outro fique mais calórico. No entanto, os cafés expresso ou turco possuem duas substâncias (cafesol e kaheol) que aumentam os níveis de colesterol total e do LDL (mau colesterol). As substâncias surgem no café quando ele tem contato com a água fervida e ficam presas ao filtro de papel ou pano. Como estes tipos de café não são filtrados, contêm vários níveis elevados dessas substâncias. Logo, quem tem colesterol alto, deve tomar a bebida coada.

9. Beber água durante as refeições engorda!
Mito
Não engorda, pois água não tem calorias.

10. Comer carboidratos à noite engorda mais do que consumi-los no almoço!
Mito
Carboidrato é carboidrato a qualquer hora do dia. Sempre vai ter omesmo número de calorias (4 por grama). O ideal é consumi-lo com moderação no decorrer do dia. Na verdade, o metabolismo é mais lento à noite, mas isso vale para qualquer alimento, não só carboidratos.

11. O tomate tem lipocopeno, que previne o câncer de próstata. E, em boa quantidade, é um poderoso emagrecedor!
Mito
Infelizmente, o tomate não emagrece. Mas é um excelente alimento.

12. Pessoas que nascem com tendência para engordar jamais serão magras.
Mito
Qualquer indivíduo que tenha uma alimentação e um estilo de vida saudáveis pode, sim, ter um corpo esguio e manter o peso correto para ela.

13. Água morna com limão em jejum ajuda a detonar uns quilinhos.
Mito
Água morda pode soltar o intestino e limão em jejum pode levar a uma irritação no estômago.
14. Tomar pílulas anticoncepcionais engorda.
Mito
O termo engordar significa ganhar gordura e não é isso que acontece. Na verdade, algumas dessas pílulas acabam ajudando a reter líquidos no corpo e, isso, aparentemente é um ganho de peso. No entanto, não passa de aparência, já que não há aumento de gordura no corpo.
Recebido por e-mail
por : Erich

…leia mais

12 de novembro de 2008

Definições, frases, comparações e seu futuro !

Acho que estou com anorexia:
Não estou comendo ninguém!


Melhor definição de Status que eu ja li :
Status é comprar uma coisa que você não quer, com um dinheiro que você não tem, para mostrar pra gente que você não gosta, uma pessoa que você não é.



Galileu, quando afirmou que o mundo girava, simplesmente afirmou, o que nós bêbados já sabiamos.


Sexo é como truco, Se você não tem um bom parceiro, é melhor que tenhauma boa mão..


Já que cada vez mais as mulheres estão indo em busca de seus direitos, bem que na volta poderiam trazer uma cerveja...






Cobras de Luis Fernando Veríssimo
Fonte Terramagazine


…leia mais

11 de novembro de 2008

Descobrindo a Tio-ternidade.

Eu ainda consigo me recordar de quando a vi pela primeira vez. Você era tão frágil e pequenina, eu podia colocá-la sobre a palma da minha mão.
E, por alguns instantes, você observou ao seu redor parecendo não compreender o que ali se passava, mas no fundo eu sentia, que você compreendia mais do que qualquer outro sobre aquele momento.
Magnífico mesmo foi ouvir você "cantar" suas primeiras palavras, mesmo entre risos e lágrimas, dei-lhe boas vindas a sua nova vida.
Você veio como uma luz entre frestas. Aclarou os olhares que a abençoavam, e desses verteu rios de lágrimas, enquanto caminhava entre braços e abraços.

Ah minha querida, um dia você será grande! E não me refiro a sua altura ou dimensão, já és grande na alma, o que dirá no coração. E um dia irá conhecer a certeza, de que sempre comigo poderá contar. Para te ouvir, consolar e te amar.

Certo dia um grande poeta disse:

"Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar".

Então arrisque-se... avaliando os riscos. Salte... medindo a queda. Viaje... mas nunca deixe de voltar.
Talvez você case, talvez tenha filhos, talvez enriqueça. Mais independente do que a vida lhe der, ame com o zelo do amor próprio, preserve.
Nós nunca podemos prever quando partiremos, menos ainda quando os que amamos o farão.
Diga eu te amo, sem a malicia da vergonha. Diga eu lamento, com a sinceridade de quem sabe que errou. Ame, com a intensidade de uma dor. Chore, chore muito, pois o mundo muitas vezes também é desamor.
Aprenda com a vida, não espere que ela aprenda algo novo com você. Com o tempo entenderá. A vida ensina a cair, mas também a levantar.
Hoje este que vos escreve é novo, não trilhou sequer a metade do caminho. Porem, em breve será você que caminhará sobre esta terra, nesta mesma jornada que percorro agora. E convicto sou, quanto ao sucesso dos teus feitos e do imenso orgulho que me dará.

Amada sobrinha, torne-se a grande mulher que um dia você será.
E lembre-se: A mulher que você se tornar nos próximos vinte anos, será a mesma mulher do resto de seus dias.

Por Rafael C. Wicher (Corujando)

…leia mais

10 de novembro de 2008

Um mergulho aos intestinos do Brasil ou às entranhas do poder brasileiro.

Na semana que passou, talvez pela histórica eleição de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos, um fato de extrema relevância não teve o destaque que merece.

O banqueiro Daniel Dantas teve o mérito de seu habeas-corpus julgado pela mais alta corte judiciária deste país, o Supremo Tribunal Federal (STF). E o remédio constitucional, habeas-corpus, foi mantido ao paciente Daniel Dantas por 9 votos a 1. Assim, Daniel Dantas poderá responder às diversas acusações criminosas que pesam contra si em liberdade.

Mas não é exatamente com o resultado do julgamento que me refiro ao dizer que a imprensa não deu o destaque merecido. Mas sim com as circunstâncias que permearam o julgamento realizado na quarta-feira (06/11/2008). Circunstâncias que felizmente foram expostas, em alguns aspectos com exclusividade, pelo brilhante jornalista Bob Fernandes no Terra Magazine, jornal eletrônico de muita qualidade e credibilidade dirigido pelo jornalista acima.

O que se vê na matéria assinada por Bob Fernandes é impressionante e desalentador. Mostra a que níveis o mais alto poder deste país esta intrinsecamente, e perigosamente, ligado. O que se noticia é de extrema importância à sociedade brasileira e deveria ser mais amplamente divulgado não só pela mídia impressa como pela showprensa, mais conhecida como televisão. Não importa se o furo ou a exclusividade é deste ou daquele jornalista. Que se dê o crédito da notícia a quem de direito, mas, mais importante, que se divulgue amplamente o que é de interesse público. Coisa que quando lhe é de interesse particular ou de um determinado grupo da sociedade, alguns setores da mídia não só divulgam amplamente como fazem estardalhaço ou chegam a ser até irresponsáveis.

Pois bem, ao que o jornalista ironicamente chama de “coincidências”, eu chamo de corrupção, abuso de poder, intimidação do exercício da investigação policial... Há tantos adjetivos, todos maledicentes.

E, mais uma vez, o que espanta nem é o resultado do julgamento, que culminou com a liberdade de Daniel Dantas até que haja sentença transitada em julgado, ou seja, sentença final sem possibilidade de recurso. Até porque, como bem diz Bob Fernandes: “Como sabe qualquer calouro de Direito, um julgamento desse porte é, será sempre, acima de tudo político, uma vez que argumentos jurídicos para prender ou soltar sempre existirão. Aos magotes”. Perfeito.

O que espanta, por outro lado, é a ausência do ministro Joaquim Barbosa, o único ministro do STF claramente contrário à concessão do habeas-corpus, o envolvimento do juiz Ali Mazloum, fortemente envolvido em casos de corrupção no judiciário, como evidenciou a operação Anaconda, e posteriormente absolvido pelo mesmo STF, na expedição dos mandados de busca na casa e no hotel do delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz...

Enfim, são muitos os atos estarrecedores que cercaram o julgamento desta quarta-feira e que cercam o caso Daniel Dantas, batizado de Operação Satiagraha pela polícia federal e brilhantemente caracterizado por Bob Fernandes como um mergulho aos intestinos do Brasil ou às entranhas do poder brasileiro.

Peço desculpas pelo tamanho do texto pois na verdade não há como substituir a brilhante matéria publicada no Terra Magazine. Para tanto, postarei o link da matéria abaixo. Leiam. Realmente vale a pena. Não será, em hipótese alguma, perda de tempo. Só assim se terá a real idéia das sórdidas relações de poder que envolve políticos, judiciário, polícia, entre outros.

Por fim, como disse, repito. Para quem acompanhou minimamente a operação Anaconda, o simples envolvimento do juiz Ali Mazloum neste caso em voga é desfaçatez, cara de pau, um tremendo absurdo.

Terra magazine









---------------------------------------------------------------------------------




Fusão Itaú – Unibanco

Muito boa para o mercado financeiro, sobretudo o mercado brasileiro.
Mas perigosa para os milhões de correntistas destas e, também, das outras poucas e gigantes instituições financeiras que dominam o mercado dos bancos varejistas brasileiro.
Tal concentração gera alta probabilidade de passadas a euforia inicial, o correntista ser penalizado com o aumento de taxas. Muitas vezes abusivas.
Digo isso pois sou correntista do Itaú e acabo de receber um informativo de que o banco, amparado por norma do Banco Central, cobrará todo semestre R$39,00 a título de renovação cadastral.
O fato, porém, é que não há nada a ser renovado no meu cadastro. Como, por exemplo, consultas a órgãos externos de proteção ao crédito, de acordo com o Itaú. Meu cadastro continua o mesmo, sem qualquer alteração. E ainda que houvesse alteração em meu cadastro, penso que se trata de obrigação do banco.
Revoltante! Até porque a cobrança é automaticamente debitada da conta-corrente.
Para tanto, o governo e as agências reguladoras devem ficar atentos aos possíveis ou quase certos abusos que virão a acontecer.
O que, infelizmente, não acredito que acontecerá.

…leia mais

9 de novembro de 2008

Tabela do casamento . . . . Antes e Depois

Duas por noite.
Duas por mês.

Você me deixa sem fôlego!!!
Você está me sufocando!!!

Não pára!!!
Nem vem!!!

Estar ao teu lado!!!
Vire para o seu lado!!!

Me pergunto que faria sem ela...
Me pergunto o que faço com ela...

Erótica!!!
Neurótica!!!

Ela adora como controlo a situação...
Ela diz que sou um manipulador egoísta...

Ontem transamos no sofá..
Ontem dormi no sofá...

Minha gatinha, meu ursinho, minha coelhinha... (bichinhos pequenos e fofinhos).
(Os bichos crescem): sua vaca, seu cachorro, sua galinha, seu veado...

Os embalos de Sábado a Noite...
O futebol de domingo a noite...

Você vai comer só isso?
Talvez fosse melhor comer só a salada...

É como se eu estivesse sonhando!!!
Estou tendo um pesadelo!!!

Concordamos em tudo!!!
Ela não pode tomar nenhuma decisão?

Cueca de seda....
Samba-canção (aquela do pacote com 3).

Adoro suas curvas...
Eu nunca disse que você está gorda?

Ele está completamente perdido por mim!!!
Porque ele não pede informações?

Croissant e capuccino...
Café com margarina...

Você fica tão sexy de preto!!!
Suas roupas são tão deprimentes!!!

Camarão..
Sardinha em lata....

Biquini asa delta...
Maiô tipo americano...

Garrafa de vinho...
TANG sabor uva...

Camisa dentro da calça...
Barriga fora da calça...

Não acredito que tenhamos nos encontrado!!!
Não acredito que acabei ficando com você!!!

Vem para cama que eu estou te esperando!!!
Levanta seu molenga, que tá na hora!!!

Vem cá benzinho que eu esquento seu pezinho!!!
Sai com esse pé frio pra lá!!!

Meu bem pra cá, meu bem pra lá...
Meus bens pra cá, seus bens pra lá...

Vou te COMER na cama!!!
Vou te FUDER na justiça!!!

…leia mais

8 de novembro de 2008

Potencialmente x Realmente

O pai estava vendo televisão quando o filho surge com uma pergunta:
-Pai, qual é a diferença entre 'potencialmente' e 'realmente'?
O pai pensa um pouco e responde:
- Filho, faz o seguinte: primeiro, pergunte à sua mãe se por 1 milhão de dólares ela faria amor com o Kevin Costner depois pergunte à sua irmã se por 1 milhão de dólares ela faria amor com o Brad Pitt e, finalmente, pergunte ao seu irmão mais velho se por 1 milhão de dólares ele faria amor com o Tom Cruise. Quando trouxer as respostas, eu lhe explico a diferença entre 'potencialmente' e 'realmente'.
Horas depois, o filho voltou e descreveu ao pai as respostas de cada um dos três:
- A mamãe disse que nunca pensou em te trair, mas que por 1 milhão de dólares, e com o Kevin Costner, ela não pensaria duas vezes. A mana respondeu que seriam dois sonhos realizados de uma só vez. Dar para o Brad Pitt e ainda por cima ficar milionária. E, finalmente, meu irmão disse que por 1 milhão de dólares fazia amor até com o Lula, imagina com o Tom Cruise!
Então o pai respondeu:
Pois é isso, meu filho.

POTENCIALMENTE, a nossa família tem condições de ganhar 3 milhões dedólares. Mas, REALMENTE, nós vivemos com duas putas e um viado!

…leia mais

7 de novembro de 2008

É ela !!! Será ???

Um dia, os olhares se cruzam e a atração física é inevitável.
O jogo da sedução entra em campo e o resultado é o desejo mais puro por prazer.

Horas de intimidade depois e o desejo de prazer se transforma em possibilidades futuras . . . telefones trocados E-mails, Orkut, MSN, torpedos e a paixão bate na porta com muita saudade.

Conversas intermináveis e o sentimento é um só : “ É ela “

A harmonia faz com que pareçam uma só pessoa.

União mais do que esperada e novas descobertas mostrando muito companheirismo e planos de um futuro de contos de fadas.

E então, sem avisos, sem recados, sem mensagens . . . chega a sogra para passar uns 2 meses na casa nova da filha única.

E ACABA COM TUDO !!!


Por : Erich

…leia mais

Obama na nota de 50 dólares.



Recebido pela net
Deixando claro que estou apenas repassando . . . !!!
Mais um detalhe ... quem me enviou foi um americano que votou no Obama !!!!

…leia mais

5 de novembro de 2008

Multipolaridade?

Quando instigado a participar do blog apareceu na minha cabeça muitas questões presentes no nosso dia-a-dia, objeto de discussões nas conversas de bar quando amigos ou conhecidos que naquela falta de assunto, perguntam: “E essa crise hein?”. Agradeço a oportunidade e dedico esse texto a vocês, nobres amigos inquietos com a vida.
O assunto está meio desgastado, no entanto ainda gostaria de fazer algumas ponderações.
Não há “trapalhada” mais perfeita do que aconteceu na economia americana, e como ironia do destino, justamente no governo Jorge W. Bush. O homem é PhD no que se refere a “fazer merda”. Os Estados Unidos enfrentam o período de maior restrição e encolhimento desde a grande depressão. Mas será que sua hegemonia está ameaçada? Muitos escrevem sobre a nova era multipolar, na qual o mundo assistiria grandes países ditando a nova ordem econômica, será? E o Brasil? Ou ainda, os Estados Unidos sairiam da crise mais fortalecidos em relação aos outros países?
A revista Carta Capital dessa semana nos chama atenção em sua reportagem “au revoir mon amour” à fuga de capitais dos países emergentes para um “porto seguro”, no caso o Dólar Americano, citando George Soros e Martin Wolf no Financial Times: “A noção de que uma recessão rápida purificaria o mundo é ridícula... A única forma de deixar o setor privado se desalavancar, sem falência em massa, é substituindo os ativos depreciados pelos ativos que todos querem: a dívida do governo”. Em outras palavras, eles querem dizer que a única saída às empresas privadas que tinham crédito a mais, mais do que poderiam pagar e advindo de outras empresas duvidosas, é trocar essas dívidas pelos títulos do próprio governo americano.
Faz sentido, após assistir o FED (Banco Central Americano) comprar tudo que é sujeira do mercado, tudo que era duvidoso, e tranqüilizando as mesas de operações dos bancos. Tudo em nome da solvência do mercado. Entretanto, a questão é: como se financia o FED? Pressuponho que em parte já foi respondida a questão, haveria apenas duas maneiras: ou emitindo dívida, o “porto seguro” dos pobres mortais; ou emitindo moeda, o causador de inflação (não seria problema na atual situação). Guardada as devidas proporções, obviamente que a contrapartida desse financiamento é um esforço fiscal grande e não cabe entrarmos na discussão. Claro que na corrida por fontes de financiamento que haverá nos próximos anos (corrida por crédito) a economia americana dispara em vantagem. O sistema quer confiança.
Apesar de nos últimos anos da deteriorização do dólar, a própria Europa, Japão e os BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China) acumularem muitas reservas cambiais, controlarem o nível de preços, ajustarem o equilíbrio de conta corrente (conta capital), em uma tentativa de “arrumar a casa”, a dificuldade de conseguir financiamento estará na falta de flexibilidade na política monetária, diferentemente da facilidade que os EUA possuem. A prova disso é a grande reversão do quadro econômico dos últimos meses, todos estão feridos.
Os países continuam economicamente frágeis. O Brasil, por exemplo, adia a muitos anos as reformas estruturais necessárias para melhorar o ambiente para investimento direto, não consegue ultrapassar a casa 20% do PIB desde a ditadura militar, teve sorte de não ser afetado como em 1999 (Crise Russa) pois possui um alto nível de reserva, mais de US$200bi, e conseguiu eliminar a dívida cambial apenas em 2007. Surfou na bonança, na alta do preço das commodities, conseguiu crescer consistentemente, mesmo praticando altas taxas de juros, reduziu o desemprego para baixo de 8%, aumentou a massa salarial, mas não eliminou a dificuldade em ampliar a infra-estrutura e não pensou em momento algum em reduzir o tamanho do Estado.
Reflexo disso é o governo decidir apenas agora reduzir o superávit primário (diferença das receitas menos despesas do governo, não incluída o juros da dívida) para 3,8% do PIB. Esse esforço que até então era de 4,5% devidamente sustentado pelo recordes de arrecadação tributária, tornou-se um problema com a pressão cambial na inflação dos últimos meses. Não foi pensando em “aliviar o bolso dos brasileiros” e muito menos com o objetivo de se repensar o tamanho do Estado, mas simplesmente por tentar resolver o problema da pressão do nível preços causada pela disparada do dólar. Convincente? Mas porque não fizemos isso antes se tínhamos espaço para financiamento? Fica claro como o Estado se sustentou durante esses anos e não quis nem pensar em reduzi-lo. A questão é: qual será sua nova fonte de financiamento, em tempos de crise?
Não se pode afirmar com tanta veemência que houve nesse período de “vacas gordas” alguma mudança na ordem econômica mundial. Tiveram países que se sobressaíram, mas atualmente enfrentam dificuldades. Poderíamos citar alguns: tanto China, Índia e os emergentes, no geral, tiveram crescimentos sustentados, mas muitas vezes saíram de uma base econômica pequena, enfrentam dificuldades semelhantes as nossas e estão sofrendo com a redução da demanda mundial. A Europa, por muitos anos não consegue reduzir suas taxas de desemprego para baixo dos 7%, causado pelo enorme custo trabalhista, é também muito dependente do sistema financeiro mundial. E o Japão continua com muita dificuldade em sair das longas décadas perdidas praticando taxas de juros negativas.
Por fim, não é fácil mensurar o tamanho das perdas e qual é a velocidade de recuperação. A Nova Ordem Mundial dependerá da reestabilização da economia americana e posteriormente será ditada pelos países que melhor se saírem neste período de crédito escasso.


Texto escrito por : Fabio Lopes

…leia mais

Prêmio Top Comentarista e selos de outubro.





Sarapatel de coruja - selo blog simpático




Blog Ser Irreverente - selo melhores de 2008





Blog da Nicole Longobardi - Selo Blog com sabor especial




Blog Trilha sonora de filmes - Selo sorte


Repasso estes selos para : Todos os amigos que frequentam e comentam no Blog 30 e poucos anos. Fique a vontade e pegue os selos.



Prêmio Você é um TOP COMENTARISTA

Do amigo Wander Weroni, Jornalista pós-graduado em Rádio e TV que atua como repórter, colunista, produtor de conteúdo para web e assessor de imprensa. Escreve o Blog Café com notícias que é em formato de revista eletrônica que repercute os assuntos apresentados pela mídia, analisando o modo como acontece a cobertura jornalística ou assuntos que envolvam o jornalismo e a comunicação.

Gosto muito do Blog Café com notícias e por isso sempre participo com comentários e para minha surpresa o blog 30 e poucos anos ganhou o prêmio de Top Comentarista de Outubro de 2008, alem de um banner muito legal que está logo aí do lado direito do blog e mais, este banner está no blog café com notícias por um mês.
Muito obrigado Wander e saiba que vou continuar acompanhando seu blog de perto pelos excelentes post e todo conhecimento que adquiro.

…leia mais

4 de novembro de 2008

Pintando o sete.

Não sei vocês, mas eu particularmente odeio cagar fora de casa! Na minha opinião, não existe lugar melhor para dar àquela maravilhosa “barrigada” (sem culpa), que não seja a tão branca, limpa e reservada porcelana do lar.
Pensando nisso, resolvi desenvolver uma espécie de guia de auto-ajuda, contendo informações preciosas para evitar e/ou amenizar o dano causado por àquelas constrangedoras – porém hilárias – horas de perrengue.

Acredito que após o primeiro parágrafo muitos dos que lêem esta crônica já deram play na sessão “Memórias de Merda”, esboçando um sorriso contido, enquanto recordam àquelas incontroláveis e inesperadas cólicas fecais nos momentos mais inoportunos de suas vidas. Enfim, descreverei aqui técnicas imprescindíveis para as fortuitas ocasiões onde – como ultima opção – só nos resta apelar para a primeira privada a vista.

Cagar é uma arte, fora de casa então...um dom. E, como todo bom artista, é preciso ter talento.
Se você vai utilizar, por exemplo, o banheiro do trabalho que, na maioria dos casos é passível de “largar um barro”, algumas medidas devem ser tomadas:

- Ao entrar na casinha verifique a quantidade de papel higiênico disponível, caso haja apenas um rolo – mesmo que inteiro – procure nas casinhas ao lado um auxiliar, afinal você não controla a qualidade da sua merda e pode ser surpreendido com uma diarréia digna do Hall da Fama que fará seu botão virar uma flor, o que despenderá muito mais folhas de papel.

- Observe se há gotas de urina ou manchas de merda próximas à parte de trás da tábua (onde o cofrinho repousa), pois acreditem, existem pessoas que conseguem na volta da limpada esbarrar o papel sujo de merda na borda da tábua e carimbar ali uma bela derrapada.

- Havendo ou não resquícios de nojeira na tábua, utilize um pouco de papel para lustrá-la ainda mais, de modo a remover o máximo possível de bactérias. Teste a descarga para certificar-se de que a privada não esteja entupida e sua merda não virá a transbordar. Utilize o papel do início para cobrir e “almofadar” a água (utilize o suficiente para forrar), assim não correrá o risco de levar um “tapa” de água no meio da bunda – às vezes com sua própria urina.

- Antes de sentar – essa é exclusiva para os homens – pegue uma boa porção de papel e crie uma barreira protetora entre a borda interna frontal da tábua e o seu Bilau, assim evitará que ele encoste nessa região, onde com certeza muitos Bilaus (desinformados) encostaram ao longo dos dias.

Comumente na hora do barro, não temos a chance de escolher a louça desejada para “pintar o sete”, o que nos submete a verdadeiros testes de sobrevivência. Já ouvi inúmeros causos a respeito, até mesmo sobre um cabra que chegou a cagar no mictório na hora da derrota. Que fase! Mas, na minha opinião, não há perrengue maior do que ser forçado a entrar num boteco imundo – já imaginando o estado da latrina – suando frio, contorcendo as pernas e, num esforço descomunal implorar ao tiozinho do caixa pelas chaves daquele ninho de bosta, e ainda se concentrar em segurar o trem de merda que insiste em chegar na estação bunda.
Sem contar que, nesses botecos, papel higiênico é artefato de luxo. Nem mesmo àqueles vermelhinhos arranca pregas eles tem. Sendo assim, no desespero, o que vale é improvisar sua cueca como paninho de bunda e torcer para que o tamanho dela seja suficiente para abranger e limpar toda área atingida...

“Caros leitores, peco-lhes perdão pela obra inacabada, mas por motivos de força maior tive de sair as pressas para dar uma... ops...tarde demais!”


Por Rafael C. Wicher

…leia mais

3 de novembro de 2008

Responsabilidade Social e o Estado.

A responsabilidade social tem se apresentado como um tema cada vez mais importante no comportamento não só de grandes corporações e empresas como também de pessoas físicas. Em ambos, destaca-se a possibilidade da dedução do imposto de renda em prol de entidades assistenciais. As pessoas físicas podem destinar 6% do Imposto de Renda devido. Já para as pessoas jurídicas, o percentual é de 1%.
No âmbito empresarial, entretanto, o conceito é mais amplo, como explicita Oded Grajew, presidente do Instituto Ethos, uma das principais instituições responsáveis pela difusão do conceito de responsabilidade social na sociedade brasileira. "(...) a atitude ética da empresa em todas as suas atividades. Diz respeito às interações da empresa com funcionários, fornecedores, clientes, acionistas, governo, concorrentes, meio ambiente e comunidade. Os preceitos da responsabilidade social podem balizar, inclusive, todas as atividades políticas empresariais”.(GRAJEW, Instituto Ethos, 2001).
Como vemos, o conceito de responsabilidade social empresarial é bastante interessante e importante para a comunidade como um todo.
Porém, em minha visão, tais praticas acabam por diminuir cada vez mais a atuação precípua e vital do Estado. Qual seja, a execução e a presença constante do poder público nas questões sociais.
Sem dúvida é bastante importante a preocupação da sociedade civil para com os problemas sociais e, sobretudo, com a paralisia estatal em resolver tais questões, seja por falta de interesse, por excessiva burocracia, por desvio de dinheiro. Tal preocupação fica clara no seguinte depoimento: “Em vez de mandar esse dinheiro para um bolo do governo, mando diretamente para quem sei que precisa” – diz Carlos Ely Garcia Jr., trabalhador que destina, todos os anos, 6% de seu imposto de renda para uma instituição de atendimento a portadores de deficiência.
Mas, como disse anteriormente, entendo que cabe ao Estado resolver as questões sociais. Um bom exemplo disso é o modelo europeu de Estado de Bem Estar Social, que nasceu após a Segunda Guerra Mundial e desapareceu com o surgimento e a ascensão de líderes europeus neoliberais, destacadamente a premier inglesa Margaret Thatcher. Este modelo foi, seguramente, o mais bem sucedido no campo social nos últimos tempos. Pois foi um modelo fortemente baseado no amparo estatal à educação e à saúde de qualidade e universal. Tanto que a Finlândia, um dos poucos países que ainda seguem este modelo, com alta carga de impostos e serviços sociais básicos fortemente abastecidos pelo Estado, tem os menores níveis de desigualdade social do mundo.
E, é importante dizer que devemos ter em mente, sem nos deixarmos enganar, que da mesma forma que a natureza principal das empresas ou corporações continua sendo o lucro, algo natural, por outro lado, a função primeira do Estado continua sendo servir a sua comunidade.
Não é porque o Estado é corrupto, desinteressado ou excessivamente burocrático e, conseqüentemente, devagar, que se deve relega-lo a praticas de regulação e fiscalização, somente. Deve-se, ao contrário, lutar e buscar exaustivamente pela extinção da corrupção, das excessivas burocracias e por um maior engajamento e interesse do Estado no que, em realidade, é o seu dever.
Pois a força e o potencial do Estado em prover melhorias sociais e diminuir as desigualdades sociais é única. O que não impede que organizações ou entidades paraestatais possam ajudar no aspecto social. Muito pelo contrário.
Entretanto, no limite, em uma comunidade em que o poder público é totalmente ausente das questões sociais, a atuação de empresas, corporações ou até mesmo de pessoas físicas no incentivo de atividades socialmente responsáveis se configuram em mera perfumaria.




Por : Pedro K. Rossi

…leia mais